Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Ativa avalia programa de Units da Copel

Data de criação:

access_time 13/04/2021 - 16:21

Data de atualização:

access_time 13/04/2021 - 16:21
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Diante de um novo estatuto que revisitou sua política de dividendos e a fez realizar um split de um para 10 ações, a Copel, decidiu, em 17 de março de 2021, pela formalização de um programa de Units, visando a migração ao nível 2 de governança corporativa.

Cada Unit da companhia será composta de uma ação ordinária e quatro preferenciais, tendo o acionista portador de cinco ações PNB o direito de converter uma destas em ordinária. O período de solicitação vai do dia 22 de março à 20 de abril, a data de formação das Units será 27 de abril e o crédito destas será realizado no dia 30/04.

“As ações não convertidas continuarão sendo negociadas na B3, mas possivelmente, diante de uma liquidez mais diminuta perante as UNITS, motivo pelo qual acreditamos que a migração é o melhor caminho para os atuais acionistas da companhia.

A reforma do estatuto compreende ainda a aceitação de um mecanismo que a impõe a aplicar os reajustes deferidos pela ANEEL em sua totalidade, salvo a maioria dos preferencialistas optarem por caminho diferente. Ademais, é possível que o Governo do Estado como o BNDES realizem oferta de ações, monetizando seus investimentos e por conseguinte, melhorando a liquidez das ações da Copel”, considerou a equipe de análise da Ativa Investimentos.

A recomendação é NEUTRA para a Copel (CPLE6) ao preço de R$6,17 e upside em 29,7%.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?