Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas da Europa ficam no azul com foco na reunião de líderes da UE

Data de criação:

access_time 17/07/2020 - 14:51

Data de atualização:

access_time 17/07/2020 - 14:51
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A bolsas de ações da Europa fecharam com ganhos nesta sexta-feira. Os investidores mantiveram as atenções nas primeiras informações sobre o Fundo de Recuperação, que é tema da reunião dos líderes da União Europeia. Além disso, a temporada de resultados financeiros também ficou no foco.

Ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,16% aos 372.71 pontos em Londres; o índice FTSE100, bolsa de Londres, ficou em alta de 0,63% aos 6.290 pontos; o índice DAX30, bolsa de Frankfurt, ficou em alta de 0,35% aos 12.919 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 0,31% aos 5.069 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 0,31% aos 20.419 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,46% a 7.440 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 0,26% a 4.479 pontos.

De acordo com agências internacionais, os líderes da União Europeia, reunidos em Bruxelas, reconheceram nesta sexta-feira que estão longe de chegar a um acordo sobre o Fundo de Recuperação de € 750 bilhões. O montante, se aprovado, será destinado aos 27 países do bloco.

“As diferenças ainda são muito, muito grandes e, portanto, não posso prever se conseguiremos um resultado dessa vez”, disse a chanceler alemã Angela Merkel ao chegar ao local da cúpula.

Ainda nesta quinta-feira (16), a França e Alemanha tentavam convencer a oposição dos chamados Frugal Four, que incluem Áustria, Dinamarca, Holanda e Suécia, sobre a importância da aprovação do fundo.

Prevaleceram nas negociações desta sexta-feira, as ações das montadoras, de tecnologia, que ofuscaram as perdas dos bancos, elétricas e de empresas de viagens.

As ações da AstraZeneca PLC subiram 3,66%, o maior ganho na bolsa de Londres. Um fundo de investimentos da Rússia disse que deve estabelecer um acordo com a farmacêutica britânica para fabricar uma vacina COVID-19 que está sendo desenvolvida junto com a Universidade de Oxford, disse a Reuters Internacional.

As ações da Daimler AG subiram 4,4%, depois que a montadora registrar prejuízo operacional menor que o esperado no segundo trimestre.

Na Europa, em junho de 2020, mês em que muitas medidas de contenção da COVID-19 foram gradualmente suspensas, a taxa de inflação anual da Zona do Euro ficou em 0,3%, ante 0,1% em maio. No comparativo anual, a taxa era de 1,3%.

Na União Europeia, a inflação anual foi de 0,8% em junho de 2020, ante 0,6% em maio. No comparativo anula, a taxa era de 1,6%. Os números são publicados pelo Eurostat, o escritório de estatística da União Europeia.

As taxas anuais mais baixas foram registradas em Chipre (-2,2%), Grécia (-1,9%) e Estônia (-1,6%). As maiores taxas anuais foram registradas na Polônia (3,8%), República Tcheca (3,4%) e Hungria (2,9%). Em comparação com maio, a inflação anual caiu em sete Estados-Membros e aumentou em 20.

Em junho, a maior contribuição para a taxa anual de inflação na Zona do Euro veio de alimentos, álcool e tabaco (+0,60 pontos percentuais), seguidos por serviços (+0,55 p.p), bens industriais não energéticos (+0,05 p.p) e energia (-0,93 p.p).

*Por Ivonéte Dainese de relatórios oficiais e com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?