Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Copel anuncia Mudança no Estatuto e Desdobramento de Ações

Data de criação:

access_time 12/03/2021 - 09:39

Data de atualização:

access_time 12/03/2021 - 09:39
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A Companhia Paranaense de Energia – COPEL anunciou na noite desta quinta-feira (11), a proposta de reforma do Estatuto Social, que foi aprovada, desconsideradas as abstenções, na Assembleia Geral Extraordinária de Acionistas.

O novo Estatuto contempla significativos avanços em governança corporativa, como a garantia de que o atual dispositivo estatutário que obriga a aplicação integral de reajustes tarifários, homologados pela ANEEL, não possa ser alterado ou excluído sem que haja a aprovação da maioria dos acionistas detentores de ações preferenciais.

A companhia também elevou de dois para três o número de membros eleitos pelos acionistas não controladores no Conselho de Administração- CAD, bem como a inclusão de um membro externo independente no Comitê de Auditoria Estatutário e a Instituição de três comitês de assessoramento ao CAD:

– Comitê de Investimento e Inovação, com a finalidade de avaliar e emitir recomendação acerca dos planos de investimentos da Companhia, composto por três membros do CAD, sendo um deles representante dos acionistas minoritários;
– Comitê de Desenvolvimento Sustentável com a finalidade de auxiliar o CAD na proposição de diretrizes, políticas e principais temas relativos à gestão de pessoas e ESG;
– Comitê de Minoritários com a finalidade de analisar e emitir recomendações e pareceres sobre matérias que envolvam transações entre a Companhia e o acionista controlador.

Programa de UNITs, incluindo:

O desdobramento de ações na proporção de 1 para 10 (as ações serão negociadas ex-desdobramentos) a partir do dia 12 de março de 2021. A possibilidade de conversão de ações na razão de 1 ON para 1 PNB (e vice-versa). A formação de UNITs compostas por 5 ações de emissão da Companhia, sendo 1 ON (CPLE3) e 4 PNB (CPLE6);

A Adesão ao Nível 2 de Governança Corporativa da B3 que estabelece, entre outros: o Tag along de 100% para as ações Ordinárias e Preferenciais, conferindo tratamento equitativo aos acionistas da Companhia; o Direito de voto para os acionistas preferencialistas em assuntos que tratem de transformação, incorporação, cisão ou fusão da Companhia.

“Os avanços somam-se ao robusto sistema de Governança Corporativa já existente na Companhia e à nova política de dividendos aprovada em 20 de janeiro de 2021. A saída do nível 1 e migração ao nível 2 de Governança Corporativa da B3 está condicionada à futura realização e liquidação de oferta pública de distribuição secundária de ações ou de UNITS de titularidade do Estado do Paranaense de emissão da Companhia, conforme Fato Relevante de 21 de janeiro desse ano”, fechado o comunicado.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?