Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Estratégia com opções

Data de criação:

access_time 03/08/2020 - 19:02

Data de atualização:

access_time 25/11/2020 - 23:34
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Utilizar opções a fim de proteger uma posição é uma técnica utilizada por diversos investidores para reduzir ou eliminar riscos de um ativo específico ou carteira, reduzir a volatilidade da carteira e etc.

Para ficar mais fácil a compreensão do conceito de hedge, podemos comparar a um seguro de carro por exemplo, onde paga-se um prêmio à seguradora para proteger seu patrimônio de um eventual sinistro, ou seja, do risco de perda ou danos causados ao seu veículo. Proteger um investimento ou carteira com derivativos é bem similar.

Utilizar proteções em sua carteira ou investimentos de forma individual é de suma importância em momentos de alta volatilidade como estamos vivendo atualmente em função da crise do Coronavirus em 2020, onde grande parte das perdas poderiam ter sido evitadas por diversos investidores utilizando estratégias simples, de fácil compreensão e de custos extremamente acessíveis.

Abaixo, iremos abordar uma estratégia com opções chamada Fence, explicando o que é, quando utilizar, como montar, demonstrar o risco máximo e exemplificar de forma prática e didática.

 

O que é fence?

Fence é uma estratégia com opções utilizada para defesa de uma posição que o investidor já possui ou que deseja comprar com determinado nível de proteção e em troca, limita o ganho potencial.

 

Quanto utilizar essa estratégia?

Quando há expectativa de alta moderada ou alvo definido no ativo objeto e simultaneamente deseja ter um nível de proteção parcial caso a posição vá contra a expectativa do investidor.

A estratégia tem como características principais:

  • Viés de alta moderada;
  • Participação limitada na alta;
  • Proteção parcial na queda;
  • Há chamada de margem.

 

Como funciona a montagem da operação?

Investidor compra ou já possui o ativo e simultaneamente compra uma put de determinado strike próximo ao valor do ativo, vende uma put de strike inferior e vende uma call de strike superior ao preço do ativo.

 

Risco máximo

O risco máximo dessa estratégia é a exposição negativa do ativo objeto em sua proporção original abaixo do strike da put vendida.

 

Exemplo prático

Supondo um ativo fictício WXYZ3 sendo negociado a R$17,00, a compra de uma put de strike R$17,00 pelo preço de R$1,56, com a venda simultânea de uma put de strike R$15,30 pelo preço de R$0,67, a venda de uma call de strike R$18,70 pelo preço de R$0,89 para financiar, proporcionando um desembolso total de R$0,00 (R$1,56 – R$0,67 – R$0,89) , o comportamento da opção no vencimento é apresentado no gráfico de payoff abaixo:

 

 

Como posso ter acesso a esse produto e proteger a minha carteira?

O modalmais conta com uma mesa de operações estruturadas a sua disposição. Qualquer dúvida entre em contato pelo e-mail operacoes.estruturadas@modal.com.br

 
Nova call to action

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?