Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

FECHAMENTO: Bolsas de Ações ficam sem direção

Data de criação:

access_time 25/03/2021 - 20:34

Data de atualização:

access_time 25/03/2021 - 20:34
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os principais mercados acionários globais fecharam divididos nesta quinta-feira. Os indicadores dos Estados Unidos, como o Produto Interno Bruto, bem como as declarações do presidente Joe Biden ficaram no radar.

A pandemia de coronavírus permanece na pauta global, com alguns países mantendo as medidas mais rígidas, enquanto outros ainda enfrentam dificuldades por conta da falta de vacinas.

Os índices de Wall Street ficaram no azul; os da Europa ficaram sem direção; a Ásia ficou dividida; e o Ibovespa do Brasil fechou em campo positivo.

O dólar comercial ficou em ligeira alta sobre o real.

Coronavírus:
O levantamento do Centro de Sistemas, Ciência e Engenharia da Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, mostra que são 125.249.769 casos confirmados de contágio pelo coronavírus no mundo, com 2.753.125 mortes e 71.021.669 pessoas recuperadas

Nos Estados Unidos são 30.066.575 casos confirmados, com 546.300 mortes. A plataforma não fornece resultado geral de pessoas recuperadas.

O Brasil, voltou a ocupar o segundo lugar no ranking pela plataforma do Johns Hopkins. São 12.220.011 casos confirmados, sendo que o número de mortes está em 303.462. São 10.796.867 pessoas recuperadas.

O levantamento é de 20h25 desta quinta-feira (25/03) pelo horário de Brasília.

Mercados de Ações Globais

Ásia: o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou estável aos 27.899 pontos. O índice Xangai, China, ficou em queda de 0,10% aos 3.363 pontos. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,14% aos 28.729 pontos. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,27% aos 3.141 pontos. O índice Sensex, bolsa de Mombai, ficou em alta de 1,51% aos 48.440 pontos. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,17% aos 6.790. O índice Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,40% aos 3.008.16.060 pontos. O índice regional MSCI Asia Pacific caiu -0,1%.

Europa: o índice Stoxx Europe 600 fechou estável aos 423.08 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,57% aos 6.674 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,08% aos 14.621 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,09% aos 5.952 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou estável aos 24.218 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,41% aos 8.409 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 1,67% a 4.763 pontos.

Estados Unidos: o Dow Jones ficou em alta de 0,62% aos 32.619 pontos. O S&P ficou em alta de 0,52% aos 3.909 pontos. O Nasdaq subiu 0,12% aos 12.977 pontos.

Brasil: o Ibovespa ficou em alta de 1,50% aos 113.749 pontos. O volume financeiro ficou em R$32,67 bilhões. Nesta sessão, o índice de Energia Elétrica – IEE disparou 2,47%, o financeiro IFNC subiu 1,34% e Imobiliário avançou 2,43%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 04 de janeiro de 2021 a 30 de abril de 2021, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Vale ON (11,330%), Itauunibanco PN (6,868%), Petrobras PN (5,909%), B3 ON (5,417%) e Bradesco PN (5,281%).

Moedas: no interbancário, a moeda ficou em alta de 0,55% aos R$5,670 para a venda. O turismo ficou em alta de 1,04% aos R$5,853 para a venda.

O euro ficou em alta de 0,17% aos R$6,672 para a venda. A libra subiu 0,80% aos R$7,790 para a venda. O peso argentino ficou em alta de 0,27% aos R$0,062 para a venda.

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em alta de 0,38% a 92,88.

O euro caiu 0,44% a US$ 1.1762 e a libra esterlina subiu 0,34% a US$1.3733.

O preço do ouro caiu 0,41% a US$ 1.726,10 a onça.

O Bitcoin caiu 5,45% a US$52,462,05.

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em queda de 0,18% a US$61,69 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em queda de 4,64% aos US$58,34 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao ficou em queda de 0,95% a US$159,85 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?