Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

FECHAMENTO: Bolsas fecham sem direção

Data de criação:

access_time 13/10/2020 - 19:15

Data de atualização:

access_time 13/10/2020 - 19:15
format_align_left 6 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os mercados acionários fecharam sem direção nesta terça-feira, com os investidores analisando o início da temporada de resultados do terceiro trimestre. Além disso, novas incertezas sobre as vacinas, depois que a Johnson & Johnson suspendeu a fase de ensaios, também pesou nos negócios da maior bolsa de ações do mundo.

Por lá, os investidores se concentraram nos ruídos sobre o pacote de estímulos que está nas mãos dos congressistas, enquanto acompanham a campanha presidencial. Com isso, os três índices de peso de Wall Street recuaram.

Na Europa, além desses fatores, cresce a expectativa sobre o Brexit. As discussões para um acordo entre o Reino Unido e a União Europeia serão retomadas na quinta-feira (15).

Na Ásia, a China apresentou a balança comercial e manteve as exportações acima do esperado. Os demais mercados ficaram com ganhos. Os futuros já operam em campo positivo.

O Ibovespa, na volta do feriado, fechou no azul. Os investidores ficaram mais animados com os ruídos vindos de Brasília sobre as reformas. A temporada de resultados financeiros já está no foco dos negociados, que acompanham também o desenrolar dos acontecimentos nos Estados Unidos.

O dólar ficou em alta.

Sobre o Coronavírus

O levantamento do Centro de Sistemas, Ciência e Engenharia da Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, mostra que são 37.999.713 casos confirmados de contágio pelo coronavírus no mundo, com 1.083.597 mortes e 26.344.406 pessoas recuperadas

Nos Estados Unidos são 7.847.714 casos confirmados de contaminação, com 215.702 mortes e 3.106.769 pessoas recuperadas.

No Brasil, ainda pela plataforma do Johns Hopkins, os casos confirmados somam 5.103.408, sendo que o número de mortes está em 150.689. São com 4.526.393 pessoas recuperadas.

O levantamento é de 19h01 desta terça-feira (13/10) pelo horário de Brasília.

Veja o comportamento dos mercados

Na Ásia, ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 2,20% aos 24.649. O índice Xangai, China, ficou em alta de 0,04% aos 3.359. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 0,65% a 2.304 e o ChiNext ficou em alta de 0,45%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, subiu 0,18% a 23.601. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,60% aos 2.567. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,81% aos 40.509.  O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 1,04% aos 6.195. O índice Kospi, Seul, ficou estável a 2.403 pontos. O índice Taiex, bolsa de Seul, ficou em queda de 0,07% aos 12.947 pontos.

Na Europa, ao final, o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda de 0,55% aos 370.96 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,53% aos 5.969 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,91% aos 13.018 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 0,64% aos 4.94 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,81% aos 19.558 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 1,09% a 6.875 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 0,90% a 4.285 pontos.

Nos Estados Unidos, ao final, o Dow Jones ficou recuado em 0,55% aos 28.679 pontos. O S&P caiu 0,63% aos 3.511 pontos. O Nasdaq recuou 0,10% a 11.863 pontos.

No Brasil, ao final, o Ibovespa ficou em alta de 1,05% aos 98.502 pontos. O volume financeiro ficou em R$26,19 bilhões.

Operaram com ganhos
B2W Digital ON, alta de 6,73%; Magaz. Luiza ON, alta de 5,96%; Marfrig ON, alta de 4,72%; Grupo Natura ON, alta de 4,00%; e BRF ON, alta de 3,67%.

Operaram com perdas
Embraer ON, queda de 2,99%; YDUQS Part. ON, queda de 2,63%; MRV ON, queda de 2,19%; P. de Açúcar –CDB ON, queda de 2,0%; e Ecorodovias ON, queda de 1,63%.

Mais negociadas

Vale ON, alta de 0,88%; Magaz. Luiza ON, alta de 5,96%; Grupo Natura ON, alta de 4,00; Via Varejo ON, alta de 2,80%; e Petrobras PN, alta de 1,67%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 08 de setembro de 2020 a 30 de dezembro de 2020, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice: Vale ON (10,460%), Itauunibanco PN (6,379%), Bradesco PN (5,030%), Petrobras PN (5,623%) e B3 ON (5,329%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou estável a US$42,41 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em alta de 1,85% aos US$40,16 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao, China, ficou em queda de 2,48% a US$121,15 a tonelada.

No Brasil, ao final no interbancário, o dólar comercial ficou em alta de 0,94% aos R$5,577 para a venda.  O dólar turismo também ficou em alta de 0,88% a R$5,723.

O euro ficou em alta de 0,27% aos R$6,554 para a venda. A libra esterlina ficou em queda de 0,16% a R$7,218 para a venda. O peso argentino ficou em alta de 0,68% a R$0,072 para a venda.

O Banco Central do Brasil vendeu em leilões à vista US$560 milhões.

Cenário externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em alta de 0,49% a 93,52.

O preço do ouro ficou em queda de 1,69% a US$ 1896,30 a onça.

O euro ficou em queda de 0,57% a US$ 1.1743 e a libra esterlina ficou em queda de 0,98% a US$1.2933.

O Bitcoin ficou em alta de 3,13% a US$11.402,88.

*Por Ivonéte Dainese com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?