Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

FECHAMENTO: Dia morno a baixa liquidez

Data de criação:

access_time 18/05/2021 - 19:21

Data de atualização:

access_time 18/05/2021 - 19:21
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os principais mercados acionários fecharam divididos entre pequenos ganhos e a estabilidade nesta terça-feira (18/05). A agenda global estava enfraquecida e os números da Covid-19 continuam no foco central.

Na bolsa de Nova York, os índices caíram com as ações de tecnologia. A cautela foi mantida a espera da ata da última reunião do Federal Reserve, que será apresentada no meio da tarde de amanhã (19/05).

Na Europa, o dia foi de altos e baixos. As empresas de commodities viram as ações subindo novamente. O PIB da região ficou no destaque.

Na Ásia, os números do PIB do Japão não fizeram preços por lá. Novos casos de coronavírus estão elevando as preocupações sobre a pandemia, em especial no Japão. Neste momento, os índices futuros estão operando no negativo.

Por aqui, o Ibovespa ficou estável, com a reta final da safra de resultados e alguns indicadores da agenda externa. Os preços do petróleo caíram e os do minério de ferro subiram. O benchmark flertou com os 123 mil pontos.

O dólar comercial fechou em queda.

Coronavírus e a Vacinação no mundo:

O levantamento do Centro de Sistemas, Ciência e Engenharia da Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, fez uma alteração na apresentação dos dados da Covid-19 e passou a divulgar o número de vacinas administradas.

No mundo são 163.798.497 casos confirmados de contágio pelo coronavírus (Covid-19), com 3.394.682 mortes e 1.506.486.598 de vacinas administradas.

Nos Estados Unidos são 32.993.670 casos confirmados, com 587.159 mortes e 275.014.348 de vacinas administradas.

Na Índia, que ocupa o 2º lugar no ranking da plataforma, os casos confirmados chegam a 25.228.996, com 278.719 mortos e com 184.438.652 vacinas administradas.

O Brasil está no 3º lugar no ranking pela plataforma do Johns Hopkins. São 15.657.391 casos confirmados por Covid-19, sendo que o número de mortes está em 436.537. Até hoje são 59.368.177 de vacinas administradas (números de infectados e de mortes não estão atualizados).

O levantamento é de 19h08 desta terça-feira (18/05) pelo horário de Brasília.

Mercados de Ações Globais

Ásia: Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em alta de 1,42% aos 28.406. O Xangai, China, ficou em alta de 0,32% aos 3.529. O Shenzhen Composite ficou em alta de 0,17% aos 2.324 e o ChiNext (ETF) ficou em queda de 0,76%. O Sensex, bolsa de Mumbai, ficou em alta de 1,24% aos 50.193. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 2,09% aos 28.406.

Europa: o índice Stoxx Europe 600 ficou em alta de 0,17% aos 443.04 em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou estável aos 7.034; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,07% aos 15.386; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 0,21% aos 6.353; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 0,07% aos 24.880; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 0,31% aos 9.183; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 0,70% a 5.278.

Estados Unidos: o Dow Jones caiu 0,78% aos 34.060. O S&P 500 caiu 0,85% aos 4.127. O Nasdaq recuou 0,56% aos 13.303.

Brasil: o Ibovespa ficou estável aos 122.979 pontos. O volume financeiro ficou em R$27,75 bilhões.

Moedas: o dólar comercial recuou 0,22% aos R$5,255 para a venda. O turismo caiu 0,3% ficando em R$5,407 para a venda.

O euro subiu 0,31% aos R$6,423 para a venda. A libra esterlina perdeu 0,08% aos R$7,456 para a venda. O peso argentino caiu 0,36% aos R$0,056 para a venda.

Cenário externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, caiu 0,42% a 89,78.

O euro caiu 0,60% a US$ 1.2224 e a libra avançou 0,37% a US$1.4187.

O preço do ouro ficou em queda de 0,08% a US$ 1.869,10 a onça.

O Bitcoin caiu 2,73% aos US$ 42,934,02.

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em queda de 0,26% a US$68,53 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em queda de 1,43% aos US$65,32 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao subiu 3,06% aos US$ 224,44 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese

 

 

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?