Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

FECHAMENTO: Dia morno em todos os mercados com EUA em feriado

Data de criação:

access_time 20/01/2020 - 19:18

Data de atualização:

access_time 20/01/2020 - 19:18
format_align_left 5 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Sem as operações em Wall Street, fechado por feriado nacional e depois dos recordes registrados na última sexta-feira, os investidores dos mercados acionários aproveitaram para realizar lucros e também ajustar as carteiras. A agenda global estava completamente vazia, o que acabou promovendo baixa liquidez. Além disso, a busca de pistas já começou com a proximidade das primeiras reuniões de 2020 dos bancos centrais.

Hoje, o Banco do Povo da China -PBoC decidiu manter suas taxas de juros para empréstimos de curto e longo prazo inalteradas pelo segundo mês consecutivo. A taxa de empréstimo de um ano permanece em 4,15% e a de longo em 4,80%. A China se prepara também para o feriado do Ano Novo Lunar.

Para esta terça-feira será a vez do Banco Central do Japão. Na sequência estão o Banco Central do Canadá e o Banco Central Europeu. No início de fevereiro, no dia 04, começam as reuniões do Federal Reserve e do Banco Central do Brasil. Enquanto isso, os investidores também estão concentrados nos relatórios financeiros das empresas referentes ao quarto trimestre de 2019.

Na Ásia, os índices ficaram sem direção. O radar permaneceu nos preços das commodities e na atuação do Banco do Povo da China. O Japão apresentou indicadores.

Na Europa, os ajustes técnicos e as apostas no BCE também ficaram entre os destaques.

Por aqui, em dia de vencimento de opções sobre ações, o índice principal operou em queda ao longo do dia. Concluídas as negociações, os investidores partiram para as compras e o Ibovespa voltou para o campo positivo. Entretanto, as expectativas já ficaram elevadas para a apresentação do ministro da Economia, Paulo Guedes, que participa do Fórum Econômico Mundial de Davos, Suíça, representando o governo brasileiro.

O dólar comercial subiu.

Sobre os mercados

Na Ásia, ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 0,90% a 28.795 e o índice Shenzhen Composite ficou em alta de 1,31% a 1.829. O índice Xangai ficou em alta de 0,66% a 3.095. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou estável a 3.095. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,18% aos 24.083. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,22% a 7.079. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,54% a 2.262. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 0,99% aos 41.528. O índice regional MSCI Asia Pacific ficou estável.

Na Europa, ao final da jornada, o índice Stoxx Europe 600 ficou em queda 0,14% aos 423.98 em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,30% aos 7.651; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,17% a 13.548; o CAC 40 (Paris) ficou em queda de 0,36% aos 6.078; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,57% aos 24.002; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda de 0,23% a 9.658; e o PSI-20 (Lisboa) ficou Em queda de 0,08% a 5.303.

No Brasil, ao final, o Ibovespa ficou em alta de 0,09% aos 118.586 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 28,48 bilhões.

O exercício de contratos de opções sobre ações movimentou R$ 12.693.521.623,45, dos quais R$ 9.911.727.800,45 em opções de compra e R$ 2.781.793.823,00 em opções de venda.

Operaram com ganhos
B2W Digital ON, alta de 5,71%; YDUQS Pat. ON, alta de 3,68%; Gerdau PN, alta de 3,62%; Gerdau Met PN, alta de 3,36%; e Magaz. Luiza ON, alta de 3,00%.

Operaram com perdas
Bradesco PN, queda de 2,20%; ItauUnibanco PN, queda de 1,97%; Suzano ON, queda de 2,19%; Cogna ON, queda de 2,06%; e Cielo ON, queda de 1,80%.

Mais negociadas
Vale ON, alta de 0,53%; Petrobras PN, alta em 0,57%; ViaVarejo ON, alta de 2,04%; ItauUnibanco PN, queda de 1,97%; e Bradesco PN, queda de 2,20%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 06 de janeiro de 2020 a 30 de abril de 2020, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice: Itauunibanco PN (8,573%), Vale ON (8,189%), Bradesco PN (6,985%), Petrobras PN (6,617%), e B3 ON (4,312%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em alta de 0,90% a US$64,94 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em alta de 0,20% aos US$58,66 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em alta de 1,15% aos US$97,03 a tonelada seca e com 62% de pureza.

No Brasil, ao final e no interbancário, o dólar comercial ficou em alta de 0,58% aos R$4,189 para a venda. O dólar turismo ficou em queda de 0,68% a R$4,360 para a venda.

O euro subiu 0,63% aos R$4,646 para a venda. A libra subiu 0,55% a R$5,446 para a venda. O peso argentino ficou em alta de 0,72% a R$0,069 para a venda.

Cenário externo

O índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou estável no comércio eletrônico a 97,62.

O euro ficou estável a US$ 1,1094. A libra ficou estável a US$ 1.3007.

O ouro ficou em alta de 0,65% a US$1,560,60 a onça.

O Bitcoin ficou em queda de 0,32% a US$8,685,06.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?