Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

FECHAMENTO: Investidores começam fevereiro comprando

Data de criação:

access_time 01/02/2021 - 21:23

Data de atualização:

access_time 01/02/2021 - 21:23
format_align_left 6 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os investidores dos mercados acionários globais começaram fevereiro com apetite para as compras, isso depois das perdas consideráveis das últimas semanas de janeiro.

Na bolsa de Nova York, por exemplo, os índices fecharam em campo positivo. O otimismo ocorreu com as expectativas para o pacote emergencial de US$1,9 trilhão proposto pelo presidente Joe Biden, que já enfrenta resistência por parte dos senadores republicanos. Em encontro realizado no salão oval da Casa Branca, os senadores propuseram ao presidente um pacote no valor de US$618 bilhões. No Congresso, os democratas se manifestaram e esperam conquistar o valor que o presidente defende.

Na Europa, os investidores também partiram para o risco. As medidas restritivas para evitar o avanço do coronavírus continuam e as preocupações permanecem com as dificuldades que as farmacêuticas estão encontrando para atender à demanda global. Os dados do setor manufatureiro para os países da região ficaram entre os destaques do dia.

Na Ásia, os investidores também saíram comprando. O bom humor ocorreu com a injeção de recursos de US$ 15 bilhões realizada pelo Banco Popular da China e que elevou os preços das ações. Entretanto, a cautela surgiu com os índices dos Gerentes de Compras. Neste momento, os futuros operam com ganhos.

Por aqui, o dia foi de ganhos na bolsa de valores de São Paulo. O cenário político, os balanços financeiros e as expectativas para as vacinas também fizeram preços. Depois do fechamento do mercado, os senadores elegeram Rodrigo Pacheco (DEM-MG) como novo presidente do Senado para os próximos dois anos. O novo presidente da Câmara deverá ser conhecido ainda na madrugada.

Por fim, o dólar fechou em queda.

Coronavírus:

O levantamento do Centro de Sistemas, Ciência e Engenharia da Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, mostra que são 103.364.547 casos confirmados de contágio pelo coronavírus no mundo, com 2.236.286 mortes e 57.264.847 pessoas recuperadas

Nos Estados Unidos são 26.299.249 casos confirmados, com 443.035 mortes. A plataforma não fornece resultado geral de pessoas recuperadas.

O Brasil, ainda pela plataforma do Johns Hopkins, são 9.229.322 casos confirmados, sendo que o número de mortes está em 225.099. São 8.201.653 pessoas recuperadas.

O levantamento é de 21h08 desta segunda-feira (01/02) pelo horário de Brasília.

Veja o comportamento dos mercados

Ásia: o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em alta de 2,15% aos 28.892 pontos. O índice Xangai, China, ficou em alta de 0,64% aos 3.505. O índice Shenzhen Composite ficou em alta de 1,17% a 2.362 e o ChiNext (ETF) ficou em alta de 1,13%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,55% aos 28.091. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,21% aos 2.896. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 5,00% aos 48.600. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,84% aos 6.663. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 2,70% a 3.056 pontos. O índice Taiex, bolsa de Seul, ficou em queda de 1,80% aos 15.410 pontos.

Europa: o índice Stoxx Europe 600 fechou em alta de 1,24% aos 400.77 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em alta de 0,92% aos 6.466 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 1,41% aos 13.622 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 1,16% aos 5.461 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 1,17% aos 21.825 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 0,52% aos 7.798 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,10% a 4.789 pontos.

Estados Unidos: o Dow Jones subiu 0,76% aos 30.211 pontos. O S&P subiu 1,61% aos 3.773 pontos. O Nasdaq ganhou 2,55% aos 13.403 pontos.

Brasil: o Ibovespa ficou em alta de 2,13% aos 117.517 pontos. O giro financeiro ficou em R$30,93 bilhões.

Operaram com ganhos
Eneva ON, alta de 13,51%; Eletrobras PNB, alta de 8,98%; Eletrobras ON, alta de 7,46%; Braskem PNA, alta de 5,53%; P. Açúcar –CDB ON, alta de 5,21%.

Operaram com perdas
ViaVarejo ON, queda de 2,11%; Magaz. Luiza ON, queda de 1,35%; Grupo Natura ON, queda de 1,22%; Sul América UNT, queda de 1,00%; e Lojas Renner ON, queda de 0,96%.

Mais negociadas
Vale ON, alta de 3,77%; Petrobras PN, alta de 3,15%; Magaz. Luiza ON, queda de 1,53%; ItauUnibanco PN, queda de 3,57%; e Bradesco PN, alta de 2,06%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 04 de janeiro de 2021 a 30 de abril de 2021, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Vale ON (11,330%), Itauunibanco PN (6,868%), Petrobras PN (5,909%), B3 ON (5,417%) e Bradesco PN (5,281%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em queda de 0,18% a U$56,25 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em alta de 2,34% aos US$52,18 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao ficou em queda de 0,93% a US$157,07 a tonelada seca.

Brasil: no interbancário, o dólar fechou com queda de 0,45% aos R$5,449 para a venda. O turismo ficou em queda de 0,76% aos R$5,610 para a venda.

O euro ficou em queda de 0,96% aos R$6,575 para a venda. A libra ficou em queda de 0,87% aos R$7,449 para a venda. O peso argentino caiu 0,98% aos R$0,062 para a venda.

O Banco Central do Brasil -BCB vendeu o lote de 16 mil contratos no leilão de swap para vencimentos em 03 de maio e 01 de setembro de 2021.

Cenário externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em alta de 0,15% a 90,98.

O euro caiu 0,56% a US$ 1.2067 e a libra esterlina caiu 0,19% a US$1.3673.

O preço do ouro caiu 0,11% a US$ 1.861,80 a onça.

O Bitcoin subiu 1,78% a US$33,537,18.

*Por Ivonéte Dainese com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?