Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

FECHAMENTO: Investidores ficam divididos nas opções do dia

Data de criação:

access_time 04/03/2021 - 20:44

Data de atualização:

access_time 04/03/2021 - 20:44
format_align_left 7 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices dos mercados acionários globais fecharam sem direção nesta quarta-feira (04/03). A cautela segue com as questões inflacionárias, já que algumas economias dão os primeiros sinais positivos. O tema vacina e a pandemia de coronavírus permanecem nos destaques principais.

Hoje, com a agenda econômica global razoável, o que o mercado aguardava era a fala do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, sobre os rumos da política monetária dos Estados Unidos. Além disso, era esperada alguma decisão sobre a produção de petróleo ao final da reunião da OPEP + aliados. O cartel manteve a produção inalterada, com apenas a Rússia elevando a meta diária em 120 mil barris e o Cazaquistão em 30 mil/bpd. Com isso, os preços da commoditie subiram e puxaram para cima as ações das petroleiras em Londres, Austrália e Brasil. O contrato futuro do WTI ficou em alta de 4,47% na bolsa Mercantil de Futuros de Nova York.

Ainda por lá, os índices renovaram as perdas, a terceira consecutiva. Os investidores saíram liquidando as ações de tecnologia, movimento que começou nas operações da noite. A declarações do presidente do Fed pesaram nos desempenhos, com os rendimentos dos títulos do Tesouro de 10 anos subindo novamente. No radar também estavam os pedidos iniciais de auxílio-desemprego da semana passada, que ficaram abaixo das projeções dos analistas. O índice VIX, que mede a volatilidade do mercado, subiu 7,12%. O grande destaque para amanhã fica com o Payroll, que é o dado oficial do setor de trabalho americano.

Na Europa, os investidores dos mercados acionários ficaram divididos. Os dados econômicos, as Vendas no Varejo, os números do emprego, o processo de vacinação nos países do bloco e o anúncio de novo lockdown na Alemanha até o dia 28 de março também pesaram no sentimento do mercado. As ações das petroleiras dispararam com a reunião da OPEP + aliados.

Na Ásia, depois dos ganhos robustos nas negociações de ontem, os investidores asiáticos realizaram lucros e, ao mesmo tempo, mantiveram a cautela com os rendimentos dos títulos de 10 anos dos Estados Unidos subindo novamente. As ações de tecnologia despencaram nos mercados da China e Japão. O índice ChiNext de startups escorregou mais de 4%. Neste momento, os futuros operam sem direção.

Por aqui, o Ibovespa voltou para o azul com a aprovação da PEC Emergencial em segundo turno no Senado.  O texto volta agora para votação na Câmara na próxima quarta -feira (10). O cenário externo ficou de lado, em dia de agenda interna vazia. Para amanhã, ainda na reta da temporada de resultados financeiros, a expectativa está elevada para a divulgação da produção industrial pelo IBGE.

Já o dólar comercial ficou em queda e o Banco Central do Brasil manteve o swap diário em 16 mil contratos.

Coronavírus:

O levantamento do Centro de Sistemas, Ciência e Engenharia da Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, mostra que são 115.484.343 casos confirmados de contágio pelo coronavírus no mundo, com 2.567.404 mortes e 65.316.999 pessoas recuperadas

Nos Estados Unidos são 28.813.812 casos confirmados, com 519.994 mortes. A plataforma não fornece resultado geral de pessoas recuperadas.

O Brasil, ainda pela plataforma do Johns Hopkins, são 10.718.630 casos confirmados, sendo que o número de mortes está em 260.970. São 9.585.805 pessoas recuperadas.

O levantamento é de 20h17 desta quinta-feira (04/03) pelo horário de Brasília.

Veja o comportamento dos mercados

Ásia: o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em queda de 2,13% aos 28.930 pontos. O índice Xangai, China, ficou em queda de 2,05% aos 3.503 pontos. O índice Shenzhen Composite ficou em queda de 2,90% a 2.294 pontos e o ChiNext (ETF) ficou em queda de 4,64%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 2,13% aos 28.930. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em alta de 0,48% aos 3.014. O índice Sensex, bolsa de Mumbai, Índia, ficou em queda de 1,16% aos 51.444. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 0,84% aos 6.760. O índice Kospi, bolsa de Seul, ficou em queda de 1,28% aos 3.043. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 1,88% aos 15.906. O índice MSCI Asia Pacific recuou 1,9%.

Europa: o índice Stoxx Europe 600 fechou em queda de 0,37% aos 411.91 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em queda de 0,37% aos 6.650 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,17% aos 14.056 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou estável aos 5.830 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em alta de 0,20% aos 23.093 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta 0,30% aos 8.354 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,54% a 4.648 pontos.

Estados Unidos: o Dow Jones caiu 1,11% aos 30.923 pontos. O S&P ficou em queda de 1,34% aos 3.768 pontos. O Nasdaq caiu 2,11% aos 12.723 pontos.

Brasil: o Ibovespa fechou em alta de 1,35% aos 112.690 pontos. O giro financeiro ficou em R$49,74 bilhões.

Operaram com ganhos
Cosan ON, alta de 8,68%; Cia Hering ON, alta de 8,62%; Rumo ON, alta de 7,36%; Petrobras BRON, alta de 6,79%; e Ultrapar ON, alta de 6,20%.

Operaram com perdas
GOL PN, queda de 5,02%; WEG ON, queda de 4,90%; Hapvida ON, queda 3,72%; BTGP Banco UNT, queda de 3,41%; e Bradespar PN, queda de 3,10%.

Mais negociadas
Vale ON, queda de 1,48; Petrobras PN, alta de 4,86%; B3 ON, queda de 1,94%; Bradesco PN, queda de 3,87%; e Itaú Unibanco PN, alta de 3,14%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 04 de janeiro de 2021 a 30 de abril de 2021, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Vale ON (11,330%), Itauunibanco PN (6,868%), Petrobras PN (5,909%), B3 ON (5,417%) e Bradesco PN (5,281%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em alta de 0,34% a U$66,973 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em alta de 4,44% aos US$64,00 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao ficou em alta de 0,90% a US$177,00 a tonelada seca.

Brasil: no interbancário, o dólar comercial ficou em alta de 0,10% aos R$5,658 para a venda. O turismo ficou em alta de 0,17% aos R$5,830 para a venda.

O euro ficou em queda de 0,86% aos R$6,770 para a venda. A libra ficou em queda de 0,48% aos R$7,856 para a venda. O peso argentino ficou em queda de 0,19% aos R$0,062 para a venda.

O Banco Central do Brasil fez a rolagem de 16 mil contratos em swap para vencimento em 01 de abril de 2021. Foram 3 mil contratos com data para 01 de junho e o restante com vencimento para 01 de dezembro de 2021.

Cenário Externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em alta de 0,74% a 91,62.

O euro caiu 0,78% a US$ 1.1967 e a libra esterlina caiu 0,43% a US$1.3889.

O preço do ouro caiu 0,35% a US$ 1.694,80 a onça.

O Bitcoin caiu 5,85% a US$48,214,11.

*Por Ivonéte Dainese com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?