Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

FECHAMENTO: Mercados globais devolvem e Ibovespa recupera

Data de criação:

access_time 02/03/2021 - 20:16

Data de atualização:

access_time 02/03/2021 - 20:16
format_align_left 8 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices dos principais mercados acionários globais devolveram as altas das sessões anteriores nesta terça-feira (02/03). A agenda estava enfraquecida, o que sugeriu também um pouco de ajuste e realização em algumas ações.

O avanço no processo de vacinação em diversos países, como na Europa e nos Estados Unidos, permaneceu entre os pontos positivos. Além disso, o mercado trabalhou cheio de expectativa para o debate no Senado americano do pacote fiscal de US$ 1,9 trilhão proposto pelo presidente Joe Biden e aprovado no final de semana pela Câmara dos Representantes.

Na bolsa de Nova York, os índices ficaram em campo negativo. O peso no movimento ficou para as ações de tecnologia, apesar da queda nos rendimentos dos títulos do Tesouro americano. A vacina da Johnson & Johnson ficou no destaque principal do dia. A China também ficou no radar com as declarações de Guo Shuqing (ver abaixo).

Na Europa, as bolsas fecharam sem direção. O ambiente externo seguiu refletindo no humor do investidor. O Reino Unido ficou no destaque com as medidas contra a Covid-19. Além disso, os indicadores da Zona do Euro, os dados dos empregos na Espanha e da Alemanha também pesaram.

As bolsas da Ásia fecharam divididas nesta terça-feira. A declaração do presidente da Comissão Regulatória Bancária e de Seguros da China, que também é membro do Banco do Povo da China, Guo Shuqing, de que existe um grande risco de estouro nas bolhas de ativos nos países desenvolvidos e também no mercado imobiliário daquele país atingiu em cheio os mercados globais. Indicadores do Japão também pesaram. Neste momento, os futuros operam sem direção, mas com viés de queda.

Por aqui, o Ibovespa ficou em grande parte do pregão em campo negativo com as ações dos bancos, mas ganhou força na reta final das negociações. As ações financeiras e as da Vale, que juntas têm peso na Carteira Teórica, puxaram o benchmark para cima. Essa virada de posição, segundo a economista da Toro Investimentos, Paloma Brum, em áudio, ocorreu com a fala do ministro da Economia, Paulo Guedes, de se manter firme no governo. Além disso, o ministro disse que essa cobrança de impostos sobre o lucro líquido dos bancos só deverá ocorrer até dezembro. “O intuito é de compensar os cortes das alíquotas federais sobre combustíveis e gás de cozinha. O mercado também reagiu ao relatório da PEC Emergencial sem fatiamento. Mas mesmo assim, os investidores seguem atentos sobre as discussões da pauta nos próximos dias, que pode trazer efeitos sobre o risco País se os gastos forem aprovados fora do teto”, considerou a economista.

Sobre as vacinas, o processo é lento, confuso e com mais novos casos sendo registrados no País, bem como as restrições impostas aos viajantes brasileiros por diversos países. O Reino Unido, por exemplo, segue na reta final com as medidas restritivas, o que acabou reforçando o temor de contágio pela nova cepa brasileira. O processo de vacinação naquele país é o mais eficaz de todo o mundo, considerando que foi o pioneiro.

O dólar comercial fechou em alta diante do estresse doméstico, mas o Banco Central do Brasil entrou com dois leilões à vista e manteve o tradicional de swap.

Coronavírus:

O levantamento do Centro de Sistemas, Ciência e Engenharia da Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, mostra que são 114.706.724 casos confirmados de contágio pelo coronavírus no mundo, com 2.544.852 mortes e 64.781.391 pessoas recuperadas

Nos Estados Unidos são 28.707.830 casos confirmados, com 516.024 mortes. A plataforma não fornece resultado geral de pessoas recuperadas.

O Brasil, ainda pela plataforma do Johns Hopkins, são 10.587.001 casos confirmados, sendo que o número de mortes está em 255.720. São 9.437.611 pessoas recuperadas.

O levantamento é de 19h58 desta terça-feira (02/03) pelo horário de Brasília.

Veja o comportamento dos mercados

Ásia: o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em queda de 1,21% aos 29.095 pontos. O índice Xangai, China, ficou em alta de 1,21% aos 3.551 pontos. O índice Shenzhen Composite ficou em queda de 0,70% a 3.332 pontos e o ChiNext (ETF) ficou em queda de 1,33%. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,86% aos 29.408. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou estável aos 2.973. O índice Sensex, bolsa de Mumbai, Índia, ficou em alta de 0,90% aos 50.296. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 0,40% aos 6.762. O índice Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 1,03%. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou estável a 15.946.

Europa: o índice Stoxx Europe 600 fechou em alta de 0,19% aos 413.23 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em alta de 0,38% aos 6.613 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em alta de 0,19% aos 14.039 pontos; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,29% aos 5.809 pontos; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,78% aos 23.083 pontos; o Ibex 35 (Madri) ficou em queda 0,27% aos 8.355 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em queda de 0,41% a 4.774 pontos.

Estados Unidos: o Dow Jones caiu 0,46% aos 31.391 pontos. O S&P ficou em queda de 0,81% aos 3.870 pontos. O Nasdaq caiu 1,69% aos 13.358 pontos.

Brasil: o Ibovespa fechou em alta de 1,09% aos 111.539 pontos. O giro financeiro ficou em R$47,08 bilhões.

Operaram com ganhos
Itaú Unibanco PN, alta de 4,04%; Brasil ON, alta de 3,84%; Santander BR UNT, alta de 3,14%; Vale ON, alta de 3,07%; B3 ON, alta de 3,05%.

Operaram com perdas
Pão de Açúcar –CBD ON, queda de 3,04%; Braskem PNA, queda de 4,00%; Azul PN, queda 3,15%; YDYQS Part. ON, queda de 2,92%; GOL PN, queda de 2,95%.

Mais negociadas
Vale ON, alta de 3,07%; Petrobras PN, queda de 0,05%; B3 ON, alta de 3,05%; Bradesco PN, alta de 2,68%; e Itaú Unibanco PN, alta de 4,04%.

Carteira Teórica

Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 04 de janeiro de 2021 a 30 de abril de 2021, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Vale ON (11,330%), Itauunibanco PN (6,868%), Petrobras PN (5,909%), B3 ON (5,417%) e Bradesco PN (5,281%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em queda de 0,16% a U$62,60 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em queda de 1,67% aos US$59,63 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao ficou em alta de 0,57% a US$175,55 a tonelada seca.

Brasil: no interbancário, o dólar comercial ficou em alta de 1,16% aos R$5,666 para a venda. O turismo ficou em alta de 1,1% aos R$5,813 para a venda.

O euro ficou em alta de 1,5% aos R$6,848 para a venda. A libra ficou em alta de 1,79% aos R$7,914 para a venda. O peso argentino ficou em alta de 1,08% aos R$0,062 para a venda.

O Banco Central do Brasil vendeu 16 mil contratos em swap. Foram 4 mil contratos com vencimento para 01 de junho e o restante com vencimento para 01 de outubro.

A autoridade monetária também entrou com outro leilão de venda de dólares à vista. Foram aceitas 13 propostas no valor de US$1,095 bilhão, com taxa de corte de 5,70. Outro leilão de dólares à vista pela Ptax, o BCB aceitou quatro propostas no total de US$1 bilhão.

Cenário Externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em queda de 0,34% a 90,73.

O euro ficou em alta de 0,29% a US$ 1.2085 e a libra esterlina ficou em alta de 0,20% a US$1.3954.

O preço do ouro ficou em alta de 0,19% a US$ 1.736,90 a onça.

O Bitcoin estava em queda de 1,90% a US$47,478,59.

*Por Ivonéte Dainese com agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?