Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

FECHAMENTO: Sem direção e esperando pelos balanços

Data de criação:

access_time 14/04/2021 - 19:56

Data de atualização:

access_time 14/04/2021 - 19:56
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices das principais bolsas de ações fecharam sem direção única nesta quarta-feira (14/04). Os investidores ficaram atentos nas notícias sobre vacinas e no avanço da pandemia. Além disso, a expectativa estava elevada para o início da temporada de resultados financeiros nos Estados Unidos.

Na bolsa de Nova York, os índices fecharam no negativo. O Dow Jones foi amparado pelas ações dos gigantes financeiros. O S&P devolveu os ganhos e o Nasdaq seguiu no negativo com as ações de tecnologia.

Na Europa, as bolsas mantiveram os ganhos. As atenções estavam no processo de vacinação e declarações das farmacêuticas. Os indicadores econômicos também ficaram no foco.

As bolsas da Ásia subiram. As ações de tecnologia permaneceram sob pressão. Pequim seguiu endurecendo com os grandes players do setor. Os futuros operam sem direção.

Por aqui, o Ibovespa rompeu os 120 mil pontos, em dia de exercício de opções sobre o índice. O Orçamento de 2021, vacinas, ruídos políticos e a expectativa para com a formação da Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI da Covid-19 ficaram entre os destaques. No pano de fundo ficou a discussão do Supremo Tribunal Federal – STF sobre os processos do ex-presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, no âmbito da Operação Lava Jato.

O dólar comercial perdeu força.

Coronavírus:

O levantamento do Centro de Sistemas, Ciência e Engenharia da Universidade Johns Hopkins, Estados Unidos, mostra que são 137.865.726 casos confirmados de contágio pelo coronavírus no mundo, com 2.965.572 mortes e 78.561.783 pessoas recuperadas

Nos Estados Unidos são 31.412.231 casos confirmados, com 564.275 mortes. A plataforma não fornece resultado geral de pessoas recuperadas.

O Brasil voltou para o 3º lugar no ranking pela plataforma do Johns Hopkins. São 13.599.994 casos confirmados, sendo que o número de mortes está em 358.425. São 12.561.783 pessoas recuperadas.

O levantamento é de 19h37 desta quarta-feira (14/04) pelo horário de Brasília.

Mercados de Ações Globais

Ásia: Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em alta de 1,42% aos 28.900. O Xangai, China, ficou em alta de 0,60% aos 3.416. %. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,44% aos 29.620. O Sensex, bolsa de Mombai, ficou em alta de 1,38% aos 48.544. O XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,66% aos 7.023.

Europa: o índice Stoxx Europe 600 fechou em alta de 0,19% aos 436.57 em Londres; o FTSE-100 (Londres) ficou em alta de 0,71% aos 6.939; o DAX 30 (Frankfurt) ficou em queda de 0,17% aos 15.209; o CAC 40 (Paris) ficou em alta de 0,40% aos 6.208; o FTSE-MIB (Milão) ficou em queda de 0,10% aos 24.574; o Ibex 35 (Madri) ficou em alta de 0,74% aos 8.588; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 0,66% a 5.029.

Estados Unidos: o Dow Jones subiu 0,16% aos 33.730. O S&P ficou em queda de 0,41% aos 4.124. O Nasdaq caiu 0,99% aos 13.857.

Brasil: o Ibovespa fechou em alta de 0,84% aos 120.294. O volume financeiro ficou em R$61,26 bilhões.

Moedas: o dólar comercial ficou em queda de 0,82% aos R$5,670 para a venda. O turismo ficou em queda de 0,29% aos R$5,853 para a venda.

O euro ficou em queda de 0,06% aos R$6,792 para a venda. A libra ficou caiu 0,78% aos R$7,812 para a venda. O peso argentino caiu 0,89% aos R$0,061 para a venda.

O Banco Central do Brasil – BCB vendeu o lote de 15 mil contratos nesta terça-feira. Foram 9 mil contratos com vencimento para 01 de novembro e o restante com vencimento para 01 de abril de 2022.

Cenário externo

Na bolsa de Nova York, o índice DXY, que compara o movimento das seis moedas mais importantes ante o dólar americano, ficou em queda de 0,23% a 91,64.

O euro ficou em alta de 0,25% a US$ 1.1979 e a libra esterlina ficou em alta de 0,16% a US$1.3772.

O preço do ouro ficou em queda de 0,62% a US$ 1.736,70 a onça.

O Bitcoin caiu 0,82% a US$62,537,20.

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em alta de 0,45% a US$66,28 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em alta de 4,27% aos US$62.75 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao ficou em alta de 017% a US$173,54 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?