Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Ibovespa fecha o trimestre em queda de 36,86%

Data de criação:

access_time 31/03/2020 - 18:45

Data de atualização:

access_time 31/03/2020 - 19:22
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O Ibovespa encerrou o mês de março em queda de 29,90% e acumula perda trimestral em 36,86%. Os resultados são considerados os piores desde 1986, depois em 2008, com a crise mundial, e durante o último processo de impeachment no Brasil.

Nesta terça-feira, o benchmark ficou em queda de 2,17% aos 73.019 pontos. O volume de negócios somou R$24,00 bilhões.

“Para o mês de março podemos resumir o comportamento dos mercados de forma simples, o coronavírus. Não dá para ser diferente. Os bancos centrais, juntamente com os governos, fizeram de tudo para manter as economias. E o que estamos acompanhando agora são indicadores conjunturais velhos, já que em janeiro o vírus não tinha avançado tanto.  No cenário doméstico, o drama ainda é maior. A doença segue fazendo vítimas e existe o efeito adicional com o conflito político. As medidas adotadas aqui foram tomadas tardiamente e o dinheiro que vai ser liberado já estava na mesa, ou seja, o FGTS e o INSS. Embora o governo tenha colocado a mão no bolso, sinalizado recursos dos bancos estatais e com o Banco Central seguindo as medidas adotadas pelo Federal Reserve, até agora o que estamos vendo são apenas discursos. Diante desse cenário não podemos traçar qualquer viés para os mercados”, completou o economista-chefe e sócio do modalmais, Alvaro Bandeira.

Nesta sessão, o que se viu foi um pouco de realização de lucros e  a tentativa do investidor de fechar o mês de março um pouco melhor. “As ações dos bancos, as da Vale e siderúrgicas, que subiram muito ontem, entraram em realização. O que se previa era a posição comprada por ser fechamento de mês, mas não aconteceu. Com isso, a volatilidade e a cautela deverão predominar nos próximos dias. É um momento atípico em todos os mercados acionários do mundo”, considerou o gerente de Bovespa da corretora HCommcor, Ari Santos.

Operaram com ganhos

Suzano ON, alta de 5,30%; Petrobras ON, alta de 5,21%; Petrobras PN, alta de 4,56%; Vale ON, alta de 3,47%; e BRF ON, alta de 4,00%.

Operaram com perdas

CVC Brasil ON, queda de 14,29%; YDUQS Part. ON, queda de 17,18%; Cogna ON, queda de 20,95%; Iguatemi ON, queda de 11,02%; e IRBBrasil ON, queda de 9,87%.

Mais negociadas

Petrobras PN, alta de 4,56%; Vale ON, alta de 3,47%; Magaz. Luiza ON, queda de 6,27%; ItauUnibanco PN, queda de 4,23%; Bradesco PN, alta de 3,44%.

Carteira Teórica

Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 06 de janeiro de 2020 a 30 de abril de 2020, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice: Itauunibanco PN (8,573%), Vale ON (8,189%), Bradesco PN (6,985%), Petrobras PN (6,617%), e B3 ON (4,312%).

Commodities

O petróleo referência Brent fechou em queda de 1,71% aos US$25,90 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou estável aos US$20,10 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do ouro ficou em queda de 3,18% a US$1.591,00 a onça na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em alta de 0,41% a US$83,32 a tonelada seca e com 62% de pureza.

Por Ivonéte Dainses

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?