Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Ibovespa recua 0,4% com Petrobras no foco central

Data de criação:

access_time 08/02/2021 - 18:58

Data de atualização:

access_time 08/02/2021 - 19:13
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A bolsa de valores de São Paulo fechou em queda nesta segunda-feira (08). Depois de operar em grande parte do pregão no azul, o investidor renovou a cautela com as ações da Petrobras. Além disso, o governo federal está repensando a possibilidade da volta do auxílio emergencial, embora para um número menor de beneficiados.

Os negócios entre as empresas, como aquisições, fusões e IPOs seguiram mexendo com o mercado de ações, em dia de agenda global vazia e com os preços das commodities permanecendo em campo positivo.

Ao final, o Ibovespa ficou em queda de 0,45% aos 119.696 pontos. O giro financeiro ficou em R$30,37 bilhões.

“A bolsa de valores de São Paulo destoou dos demais mercados com as ações da Petrobras, que recuaram juntamente com as da B3 e grandes bancos. Esses papéis são os que pesam mais na Carteira Teórica do Ibovespa. Sobre a Petrobras, o receio do investidor se deu com questões políticas e de transparência da companhia. Prevaleceu a cautela levantada com a possibilidade de intervenção do governo federal nas estatais. Esse sentimento também foi aguçado pela nova política de preços dos combustíveis da estatal, que foi definida no segundo semestre de 2020 e não foi comunicada ao mercado. Já as ações dos bancos corrigiram e as da B3 voltaram em realização de lucros. Entre os pontos positivos ficaram as ações da Cosan, com a Raízen fechando negócio de compra da Biosev”, considerou a economista da Toro Investimentos, Paloma Brum, em áudio.

As companhias Biosev (BSEV3) e Raízen Energia (joint venture entre Cosan e Shell) anunciaram a conclusão das negociações para a aquisição da Biosev, em um acordo que envolverá troca de ações e dinheiro.  A companhia é parte do grupo Louis Dreyfus e é, atualmente, a segunda maior empresa de açúcar e álcool do país.

A Biosev deverá ficar com 3,5% de participação da Raízen, além de mais R$ 3,6 bilhões em dinheiro, montante que será utilizado pela Louis Dreyfus para redução de sua alta alavancagem. Por fim, a Biosev ainda deverá ficar com uma participação de cerca de 1,5% em dividendos a serem pagos nos próximos anos.

Hoje, a Focus Energia (ticker POWE3), empresa do segmento de geração de energia renovável e comercialização, concluiu a oferta pública inicial (IPO) na B3

Operaram com ganhos
Cosan ON, alta de 8,57%; Cyrela Realt ON, alta de 4,77%; Sd. Nacional ON, alta de 3,65%; BTGP Banco UNT, alta de 3,77%; PetroRio ON, alta de 3,30%.

Operaram com perdas
Petrobras ON, queda de 4,14%; Cogna ON, queda de 3,46%; AMBEV ON, queda de 3,74%; Santander BR UNT, queda de 3,25%; e Petrobras PN, queda de 3,14%.

Mais negociadas
Petrobras PN, queda de 3,14%; Petrobras ON, queda de 4,14%; Vale ON, alta de 1,42%; ItauUnibanco PN, queda de 1,85%; e Sid. Nacional ON, alta de 3,65%.

Carteira Teórica
Na Carteira Teórica do Índice Bovespa, que passou a vigorar de 04 de janeiro de 2021 a 30 de abril de 2021, estão os cinco ativos que apresentaram o maior peso na composição do índice foram: Vale ON (11,330%), Itauunibanco PN (6,868%), Petrobras PN (5,909%), B3 ON (5,417%) e Bradesco PN (5,281%).

Commodities

O petróleo referência Brent ficou em alta de 0,12% a U$60,63 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI ficou em alta de 2,06% aos US$58,02 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no Porto de Qingdao ficou em alta de 2,22% a US$160,50 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?