Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Mercados acionários, moedas e agendas neste momento

Data de criação:

access_time 20/08/2020 - 12:26

Data de atualização:

access_time 20/08/2020 - 13:49
format_align_left 5 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta quinta-feira (20/08).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 1,54% aos 24.791. O índice Xangai, China, ficou em queda de 1,30% aos 3.363. O índice Shenzhen Composite ficou em queda de 1,24% a 2.225. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 1,00% aos 22.880. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 1,29% aos 2.527. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 1,02% aos 38.220. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 0,32% aos 12.362. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,77% aos 6.120. O índice Kospi, Seul, ficou em queda de 3,66% a 2.274 pontos.

As bolsas asiáticas fecharam no vermelho nesta quinta-feira. Os investidores acompanharam os desempenhos de Wall Street, com as incertezas sobre o pacote emergencial e a questão política. Além disso, os mercados digeriram o conteúdo da ata do Federal Reserve, com os membros do banco central delineando os desfios para a economia com a pandemia de coronavírus. A região asiática depende fortemente de uma economia saudável dos Estados Unidos para manter seu crescimento. O Japão, que dependente de exportações, caiu em recessão, atingido pela desaceleração americana e da China, com a produção paralisada, o turismo reprimido e o consumo diminuído. De outro lado, as incertezas sobre uma vacina persistem. *Na região a agenda estava vazia,mas o Banco do Povo da China manteve os juros inalterados, sendo que a taxa para cinco anos segue em 4,65% e a de um ano, em 3,85%..

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 estava em queda de 1,00% aos 365.87 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em queda de 1,39% aos 6.027 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) segue em queda de 1,17% aos 12.826 pontos; o CAC 40 (Paris) segue em queda de 1,27% a 4.914 pontos; o FTSE-MIB (Milão) segue em queda de 1,41% aos 19.773 pontos; o Ibex 35 (Madri) estava em queda de 1,39% a 6.995 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em queda de 0,91% a 4.367 pontos.

Na reta final das negociações desta quinta-feira, as bolsas europeias estão escorregando, com as estimativas negativas do Federal Reserve, na ata carregada de incertezas. Pior, o banco central dos Estados Unidos não deu pistas de como lidar com a situação delicada da maior economia do mundo. O índice Micex RU, bolsa de Moscou, caiu 2,59%, com Kira Yarmysh, porta-voz do político da oposição, Alexei Navalny, declarando que ele está em coma e respirando por aparelhos em unidade de terapia intensiva de um hospital na Sibéria. O político de 44 anos foi internado com suspeita de envenenamento durante um voo de volta para Moscou de Tomsk, cidade da Sibéria. Ela disse que o avião fez um pouso de emergência em Omsk. Na agenda foram apresentados indicadores.

ESTADOS UNIDOS – Há pouco, o Dow Jones seguia em queda de 0,16% aos 27.643 pontos; o S&P seguia em queda de 0,08% aos 3.372 pontos; e o Nasdaq seguia em alta de 0,35% a 11.185 pontos.

A bolsa de Nova York ainda busca uma posição, depois da abertura em queda. Em dia de divulgação dos pedidos iniciais de auxílio-desemprego, bem como outros indicadores, os investidores seguem ainda digerindo o conteúdo da ata do Federal Reserve e também o cenário político.  O índice de dólar está em alta de 0,07% a 92,95.

BRASIL: Ibovespa opera em queda de 0,80% aos 100.047 pontos. O dólar comercial segue em alta de 2,32% aos R$5,659 para a venda.

A bolsa de valores de São Paulo opera em queda nesta manhã, com os investidores atentos nos movimentos de Brasília. Ontem o Senado derrubou um dos vetos do presidente Bolsonaro sobre reajustes salariais de funcionários públicos durante a pandemia. Hoje, esse mesmo veto deverá ser apreciado pela Câmara dos Deputados, com sessão marcada para 15 horas, mas a votação só deverá acontecer depois do fechamento do mercado. O ambiente externo desfavorável, junto com essa derrota inesperada, mesmo que temporária, do governo em relação a uma questão fiscal, estão pesando nos preços de ativos brasileiros. A agenda doméstica está praticamente vazia. O dólar segue disparado.

Commodities

O petróleo referência Brent opera em queda de 1,28% aos US$44,79 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em queda de 0,89% aos US$42,55 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do ouro segue em queda de 1,18% a US$1.947,00 a onça na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em alta de 0,18% a US$129,32 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios de casas de análises e agências internacionais

*Ampliação para incluir a decisão do Banco do Povo da China.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?