Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ÍNDICES: Mercados acionários, moedas e agendas neste momento

Data de criação:

access_time 21/09/2020 - 11:52

Data de atualização:

access_time 21/09/2020 - 11:52
format_align_left 5 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários e das moedas para esta segunda-feira (21/09).

ÁSIA – Ao final, o índice Hang Seng, bolsa de Hong Kong, ficou em queda de 2,06% aos 23.950. O índice Xangai, China, ficou em queda de 0,63% aos 3.316. O índice Shenzhen Composite ficou em queda de 0,52% a 2.208 e o ChiNext ficou em queda de 0,95%. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,48% aos 2.485. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em queda de 2,09% aos 38.034. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em queda de 0,63% a 12.795. O índice XJO, bolsa de Sidney, ficou em queda de 0,71% aos 5.822. O índice Kospi, Seul, ficou em queda de 0,95% a 2.389 pontos. O Japão ficou fechado com feriado.

As bolsas asiáticas fecharam no vermelho nesta segunda-feira. As atenções dos investidores ficaram nos resultados de Wall Street e, principalmente, no aumento de novos casos de coronavírus no Reino Unido, com o governo se preparando para anunciar novas medidas de isolamento. Por outro lado, as ações dos bancos britânicos HSBC e Standard Chartered recuaram com um relatório apontando atividades ilícitas e negócios com clientes na lavagem de dinheiro . Na China, o banco central chinês (PBoC) decidiu manter os juros de referência inalterados pelo quinto mês consecutivo. A chamada LPR de um ano permaneceu em 3,85% e a LPR para empréstimos de cinco anos ficou em 4,65%. A agenda local estava vazia.

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 seguia em queda de 3,00% aos 357.70 pontos em Londres; o FTSE-100 (Londres) seguia em queda de 3,33% aos 5.805 pontos; o DAX 30 (Frankfurt) segue em queda de 3,81% aos 12.616 pontos; o CAC 40 (Paris) segue em queda de 3,34% a 4.812 pontos; o FTSE-MIB (Milão) segue em queda de 3,13% aos 18.925 pontos; o Ibex 35 (Madri) segue em queda de 2,98% a 6.723 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) seguia em queda de 2,10% a 4.163 pontos.

Na Europa, as bolsas estão caminhando para um dos piores resultados do ano. As ações dos principais bancos europeus estão derretendo, depois de relatórios alegando que as instituições continuavam fazendo negócios com clientes suspeitos de lavagem de dinheiro e outros delitos. O relatório, liderado pelo BuzzFeed News, incluindo outros meios de comunicação ao redor do mundo, foi baseado no que é chamado de atividades suspeitas apresentadas pelos bancos ao Tesouro dos Estados Unidos, que foram reunidos para que investigadores do Congresso analisassem o relatório de 2016, isso quando da campanha do presidente Donald Trump. Na lista foram citados o Deutsche Bank, o Standard Chartered, Barclays, Commerzbank, Danske Bank e HSBC Holdings, assim como vários bancos dos Estados Unidos. Ainda sobre a pandemia, os casos de coronavírus aumentaram na França, Reino Unido, Espanha, entre outros, que já se preparam para novas medidas restritivas e com a possibilidade do lockdown. O prefeito de Londres, Sadiq Khan, estava em negociações nesta manhã para discutir a introdução de novas medidas para conter a disseminação do vírus. Israel deverá ter o mesmo procedimento. A agenda da região estava vazia. As moedas operam recuadas, com o euro em queda de 0,70% a US$1.1755 e a libra em queda de 0,70% aUS$1.2823.

ESTADOS UNIDOS – Há pouco, o Dow Jones seguia em queda de 2,45% aos 26.979 pontos; o S&P seguia em queda de 2,04% aos 3.251 pontos; e o Nasdaq seguia em queda de 1,63% aos 10.616 pontos.

A bolsa de Nova York opera em queda. O aumento nos casos de coronavírus alimentaram temores de mais bloqueios e a incerteza política ganhou força. O radar segue na Europa, com vários países voltando com as restrições. Enquanto isso, as ações de bancos americanos também estão sob pressão com a pesquisa do BuzzFeed News, bem como outros meios de comunicação, com publicações alegando que os bancos mais poderosos do mundo continuavam fazendo negócios com clientes suspeitos de lavagem de dinheiro e outras atividades ilícitas entre 1999 a 2017. O índice finaneceiro, XLF, está em queda de 3,14%. As eleições americanas estão no foco central. O índice DXY estava em alta de 0,69% a 93,57.

BRASIL: Ibovespa opera em queda de 2,03% aos 96.296 pontos. O dólar comercial segue em alta de 1,22% a R$5,442 para a venda.

A bolsa de valores de São Paulo opera em queda, na carona externa. O dólar está pressionado o real sob os efeitos da maior aversão ao risco. A agenda local estava vazia, com apenas o Boletim Focus sem muitas novidades. As commodities, que seguem com preços negativos, também estão pesando nos desempenhos dos papéis.

Commodities

O petróleo referência Brent opera em queda de 3,36% aos US$41,70 o barril negociado na bolsa Mercantil de Futuros de Londres.

O petróleo WTI seguia em queda de 3,75% aos US$39,57 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do ouro segue em queda de 2,46% a US$1.914,20 a onça na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O preço do minério de ferro negociado no porto de Qingdao, China, ficou em queda de 4,07% a US$119,82 a tonelada seca.

*Por Ivonéte Dainese com relatórios de casas de análises e emissoras de TV internacionais

 

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?