Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Mercado Livre anuncia fim da emissão pública

Data de criação:

access_time 15/01/2021 - 17:30

Data de atualização:

access_time 15/01/2021 - 17:30
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O MercadoLivre, Inc., anunciou hoje que encerrou com sucesso sua emissão pública registrada de US$ 400 milhões em notas de 2,375%, com vencimento em 2026 (Notas de Sustentabilidade 2026) e US$ 700 milhões em notas de 3,125%, com vencimento em 2031 (as “Notas de 2031”), cujo preço havia sido fixado em 7 de janeiro de 2021.

De acordo com a companhia, a ideia é investir os recursos das Notas de Sustentabilidade 2026 para financiar novos projetos ou refinanciar projetos em andamento, com impactos sociais ou ambientais. “Com esta oferta, a companhia líder em tecnologia em e-commerce e fintech na América Latina visa promover projetos de triplo impacto em toda a região, no escopo da sua estratégia de sustentabilidade”, escreveu a companhia.

Já os rendimentos das Notas de 2031 serão alocados para a recompra de até metade do valor principal em circulação das Notas Seniores conversíveis de 2,00% do Mercado Livre, com vencimento em 2028, a um prêmio substancial em relação ao seu valor nominal, bem como o prêmio para certas transações de chamada limitadas.

Com os rendimentos das Notas de Sustentabilidade 2026, o Mercado Livre tem como objetivo aumentar seu investimento em três áreas prioritárias. “A primeira é a inclusão financeira, com a expansão da concessão de crédito para PMEs e empreendedores. A segunda é a redução de sua pegada ambiental, com o aumento da adoção de energias renováveis, projetos de eficiência energética, aquisição de embalagens sustentáveis ​​e ampliação do escopo da mobilidade com emissão zero para promover a transformação veicular de sua malha logística. A terceira é o desenvolvimento social e o empoderamento por meio da educação, a fim de reduzir a exclusão digital e promover a inclusão dos jovens no mercado de trabalho”, explicou a direção em nota.

“No Mercado Livre, somos impulsionados pelo desejo de transformar. A precificação do nosso primeiro título sustentável é um novo marco em nossa história de 21 anos. Nesse sentido, o crescimento de nossa plataforma exige cada vez mais que contribuamos com as sociedades em que atuamos; que sejamos eficientes no consumo de energia; caminhemos em direção a um transporte cada vez mais limpo; e que apresentemos estratégias inovadoras de mitigação dos nossos impactos sociais e ambientais, em toda a cadeia de valor “, ressaltou o VP de Estratégia, Novos Negócios e RI do Mercado Livre para a América Latina, André Chaves.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?