Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Agora só falta a B3

Data de criação:

access_time 28/05/2021 - 09:10

Data de atualização:

access_time 28/05/2021 - 12:10
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Agora só está faltando o Ibovespa atingir novo recorde de pontuação, já que ontem o STOXX europeu conseguiu essa marca.

Aqui, na sessão de ontem, o índice lutou para ficar acima dos 124 mil pontos, encerrando com valorização de 0,30% e índice em 124.366 pontos. O dólar teve novo dia de queda de 1,09%, com a moeda americana fechando em R$ 5,25, após ter atingido mínima em R$ 5,24. O Dow Jones terminou com boa alta de 0,41% e o Nasdaq praticamente estável em -0,01%.

Hoje, mercados começando o dia com boas altas, induz comportamento idêntico para o mercado local. Na Ásia, a madrugada foi de alta para as principais bolsas, com destaque para Tóquio com +2,10%. Europa com mercados em alta nesse início de manhã e futuros do mercado americano também no campo positivo. Aqui bastaria valorização de cerca de 0,80% para cravarmos novo recorde de pontuação, como vínhamos anunciando ser possível.

Porém, existem muitas incertezas ainda rondando o mundo e a cabeça dos investidores, o que significa dizer que não teremos tendência límpida, mas positiva com solavancos. Especialmente hoje voltamos a ter agenda cheia de eventos com capacidade de mexer com os mercados, tanto no ambiente local, quanto externo, com a inflação permeando a ansiedade, dados de política monetária, expectativa com o orçamento americano de US$ 6 trilhões. A isso ainda devemos agregar nossos problemas com quadro fiscal, político e ausência de reformas.

Na zona do euro, o índice de sentimento econômico de maio subiu para 114,5 pontos, de previsão de ficar em 112,8 pontos. Nos EUA, os bancos esperam evitar execuções de hipotecas. Na França o governo revisou o PIB do primeiro trimestre de alta de 0,4% para queda de 0,1%.

No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava alta de 0,36%, com o barril cotado a US$ 67,09. O euro era transacionado em US$ 1,22 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,61%. O ouro e a prata tinham quedas na Comex e commodities agrícolas com altas na Bolsa de Chicago, recuperando perdas recentes.

Aqui, o TCU (tribunal de contas) exigiu do governo os documentos ocultos do orçamento secreto, apelidado de tratoraço. Já Bolsonaro e sua live de quinta-feira, afagou o exército e pediu para que a CPI do covid-19 seja encerrada logo, e desdenhando pedido de sua convocação. Já o Senado, aprovou a MP de aumento do salário mínimo para R$ 1100 que segue para promulgação.

Na agenda do dia teremos o IGP-M fechado de maio, a nota de política monetária de abril e nos EUA, a renda e gasto pessoal de abril, o PCE (deflator de consumo) e a confiança do consumidor de maio de Michigan, além do orçamento de Biden. Expectativa de B3 em alta, dólar podendo até recuperar um pouco e juros em alta.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?