Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Clima tenso permanece

Data de criação:

access_time 26/02/2021 - 10:00

Data de atualização:

access_time 26/02/2021 - 13:11
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O mês de fevereiro e a semana vão indo embora com investidores tensos em todo o mundo, com o comportamento dos mercados de risco. Ontem o mau humor reinou e os mercados reagiram com grande volatilidade e quedas. A Bovespa terminou o dia com perda de 2,95% e índice novamente em 112.256 pontos, dólar cotado a R$ 5,51, mesmo depois de duas intervenções do Bacen, vendendo moeda à vista no montante de US$ 1,53 bilhão, Nasdaq com queda de 3,52% e Dow Jones perdendo 1,75%.

Hoje, mercados da Ásia capturaram isso e fecharam o dia com fortes quedas, Europa operando em queda e até acelerando nesse início de manhã, e futuros do mercado americano passando para o campo negativo. Aqui, se exterior melhorar um pouco pode haver chance de recuperação, mas o quadro segue complicado.

No exterior, investidores estão incomodados com a elevação dos juros dos títulos de mais longo prazo, que podem interferir na recuperação das economias, além de concorrerem com a remuneração dos dividendos pagos. Aqui, o incômodo se dá por conta da possibilidade do Congresso fatiar a PEC Emergencial e sem contrapartida de corte de gastos.

Porém, o presidente da Câmara Arthur Lira disse ontem para banqueiros que não vai fatiar. Além disso, os bons resultados de Petrobras e Vale, que já foram anunciados, podem estimular investidores depois de sucessivas quedas nas cotações. Vale anunciou pagamento de remuneração para as ações de R$ 4,2623 e um lucro em 2020 de US$ 4,9 bilhões.

Nos EUA, o Congresso discute salário mínimo proposto por Biden de US$ 15 por hora trabalhada e a expectativa da presidente da Câmara, Nancy Pelosi, é de poder votar o pacote fiscal de estímulo ainda hoje. A Coreia do Sul começa o processo de vacinação contra covid-19 e a França anunciou o PIB de 2020, encolhendo 4,9%.

No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em NY mostra queda de 1,16%, com o barril cotado a US$ 62,79. O euro era transacionado em queda para 1,212 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,52%. O ouro e a prata tinham quedas na Comex e commodities agrícolas com comportamento de queda na Bolsa de Chicago.

Aqui, Bolsonaro em live silenciou sobre 251,5 mil mortes pela covid-19, insistiu com críticas ao uso de máscaras e disse que empresas estatais têm de ter preocupação social. Certamente todas ou quase todas têm essa preocupação, mas o objetivo principal é o lucro e com ele realizar programas sociais.

O dia é de agenda cheia e com capacidade de mexer com os mercados. Aqui teremos dados da PNAD contínua e desemprego do trimestre, encerrado em dezembro e a nota de política fiscal de janeiro. Nos EUA, o saldo da balança comercial de janeiro, a renda, gasto pessoal e PCE de janeiro e a confiança do consumidor de Michigan em fevereiro.

Expectativa para o dia, a Bovespa pode até buscar recuperação, mas mercados e humor inibem, com dólar e juros pressionados.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?