Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Dia pode ser de recuperação

Data de criação:

access_time 03/05/2021 - 09:46

Data de atualização:

access_time 03/05/2021 - 12:46
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O mês de abril foi embora deixando valorização na Bovespa de 1,94%, com índice em uma zona de perigo em 118.893 pontos, no ano com queda de 0,10%. O dólar fechou o mês cotado em R$ 5,43, após ter transitado acima de R$ 5,80.

Hoje, feriado na China e Japão, os mercados da Ásia encerraram o dia fracos. Na Europa o dia começou forte, mas já desacelerando das máximas alcançadas. Nos EUA, os índices futuros também operam no campo positivo, mas também abaixo das máximas registradas. Aqui, seria bom retomarmos o patamar de 120 mil pontos e afastar um pouco o risco de precipitações, para buscar objetivo na casa de 121.500 pontos. Perder o patamar atual poderia deflagrar necessidade de buscar zonas de suporte inferiores.

No mundo, grande preocupação com os recordes de infecção pelo covid-19 na Índia. Nesse ambiente, Narendra Modi mostra possível perda nas eleições do final de semana. Os EUA vão fornecer vacinas para a Índia, ao mesmo tempo, em que discutem com a OMC (Organização Mundial do Comércio) a distribuição para outros países. O Brasil mudou o discurso e agora pede doações de vacinas ao exterior.

Na Alemanha, tivemos a divulgação das vendas no varejo de março, surpreendendo positivamente com alta de 7,7%, quando o esperado era +2,6%. Já o PMI industrial de abril mostrou queda para 66,2 pontos, quando o previsto era 66,4. Na zona do euro, o PMI industrial de abril subiu para 62,9 pontos, quando a previsão era de 63,3.

A União Europeia está propondo, em comissão, que haja abertura do bloco para trânsito de pessoas já totalmente vacinadas. No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava queda de 0,42%, com o barril cotado a US$ 63,31. O euro era transacionado em alta para US$ 1,205 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,63%. O ouro e a prata tinham altas na Comex e commodities agrícolas com viés de alta na Bolsa de Chicago.

No segmento local, no dia do trabalho, aconteceram muitas manifestações pró e contra o governo e principalmente STF, com os prováveis candidatos, Lula e Ciro Gomes fazendo elaboradas campanhas nas mídias. Já o presidente da Câmara, Arthur Lira, indicou que a reforma tributária pode mesmo ser fatiada, começando pelas mais simples, sem resistências, e passando para as mais complicadas. Também disse que o imposto digital estudado não pode ser comparado com a CPMF de 20 anos passados.

O ministro Paulo Guedes, depois de promover “dança das cadeiras” em sua equipe, admitiu em entrevista no final de semana que Bolsonaro reduziu seu apoio para sua agenda liberal. Já a Fipe anunciou o IPC fechado de abril com inflação em desaceleração para 0,44%, vindo de anterior em 0,71%, acumulando alta no ano de 2,25% e em 12 meses de 7,79%.

Na agenda do dia, indicadores que podem mexer um pouco com os mercados e nos EUA os investimentos em construção do mês de março. Expectativa para o início do dia de Bovespa começando em alta, dólar fraco mesmo com realizações anteriores e juros em queda.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?