Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Dia pode ser mais positivo

Data de criação:

access_time 10/02/2021 - 09:46

Data de atualização:

access_time 10/02/2021 - 12:46
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Ontem mercados trabalharam todo o dia sem definição de tendência mais consistente. A Bovespa encerrou com leve queda de 0,19% e índice em 119.471 pontos. Nos EUA. o Dow Jones fechou com -0,03% e Nasdaq com +0,14%, e não impediu novo recorde de pontuação. Só o dólar no mercado local deu um pouco de trabalho ao Bacen que precisou fazer operação de swap cambial para fechar a moeda com leve alta de 0,19% e cotada a R$ 5,38.

Hoje mercados da Ásia encerraram com altas, na véspera do grande feriado de uma semana na China (ano Novo), Europa com comportamento positivo e futuros do mercado americano na mesma direção. Aqui, a Bovespa precisa retornar ao patamar de 120.500 pontos para ganhar maior consistência e buscar patamares mais elevados até o recorde acima de 125 mil pontos. Mas para que isso ocorra, será preciso maior definição da situação política e também sobre possível ingerência na Petrobras na formulação de preços de derivados. Afinal, ela é uma empresa aberta e com acionistas em todo o mundo e deve se pautar em prol disso.

Nos EUA, o senado decidiu que o impeachment de Trump é constitucional e o julgamento vai prosseguir. O FED decidiu estender até final de março regras de facilitam empréstimos de bancos para pequenas empresas, enquanto o pacote de estímulo fiscal não deslancha. Já o comitê de energia pediu que Biden reveja a decisão de não fazer o oleoduto de Keystone ligando ao Canadá.

Na China, a inflação medida pelo CPI de janeiro (consumidor) registrou alta de 1%, mas no comparativo anual teve deflação de 0,3%. De esperado -0,2%. Na Alemanha, esse mesmo indicador mostrou alta em janeiro de 0,8% e taxa anual de 1%.

No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em NY mostrava nova alta de 0,33% (maior patamar em 13 meses), com o barril cotado a US$ 58,55. O euro praticamente estável em US$ 1,21 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,16%. O ouro e a prata com altas na Comex e commodities agrícolas com comportamento misto nesse início de manhã.

Aqui, o ministro Paulo Guedes indicou para líderes que precisa de nova versão da PEC de Guerra para poder dar sequência à extensão do auxílio emergencial. Hoje deve ser votado o projeto de autonomia do Bacen, mas emendas sugeridas ontem descaracterizariam o projeto. O bom é que emendas costumam ser derrubadas. Se aprovado de acordo com o projeto, seguirá para sanção presidencial.

Falando de covid-19, o número de óbitos está em quase 234 mil, infectados já são quase 9,6 milhões e vacinados subiu para quase 4 milhões. Na agenda do dia teremos as vendas no varejo de dezembro pelo IBGE e o fluxo cambial pelo Bacen, com atenção para a movimentação pelo canal financeiro. Nos EUA, a inflação pelo CPI de janeiro, os estoques de petróleo e derivados do Departamento de Energia e o resultado fiscal de janeiro. Haverá também fala de Christine Lagarde do BCE (BC europeu) e Jerome Powell do FED.
Expectativa para o dia é de Bovespa tentando reação, dólar mais fraco e juros em queda.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?