Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Dia pode ser novamente positivo

Data de criação:

access_time 14/04/2021 - 09:56

Data de atualização:

access_time 14/04/2021 - 12:56
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Ontem a Bovespa conseguiu emplacar o quarto pregão de alta dos últimos cinco ocorridos, com valorização de 0,41% e índice em 119.297 pontos. Já o dólar oscilou bastante para encerrar praticamente estável e cotado a R$ 5,72. Enquanto isso, indicadores do mercado americano voltaram a bater recordes históricos de pontuação.

Hoje, mercados da Ásia encerraram majoritariamente com altas, exceção para a Bolsa de Tóquio com queda de 0,44%. Europa com mercados em alta neste início de manhã e futuros do mercado americano na mesma direção, mas já trilhando caminho negativo. Aqui o ambiente está propício para buscar o patamar de 120 mil pontos do Ibovespa, como vínhamos marcando como importante para ser superado, mas o ambiente político e quadro o fiscal inibem.

Dia também começando com petróleo em alta no mercado internacional, depois de a AIE (Agência Internacional de Energia) ter ampliado a projeção de demanda por óleo e reduzido a oferta. O dia também será influenciado pelo início de divulgação da safra de resultados do primeiro trimestre de 2021, com JP Morgan mostrando lucro de US$ 14,3 bilhões e Goldman Sachs com lucro de US$ 6,8 bilhões. JP Morgan tem queda e Goldman alta no pré-mercado.

Na zona do euro, a produção industrial de fevereiro encolheu 1%, quando o previsto era -0,5%. O BCE (BC europeu) acredita que a retirada de estímulos precoce é pior que o risco de mantê-los e diz ter instrumentos para conter desarranjos. Já a União Europeia espera levantar 800 bilhões de euros para o fundo de recuperação até 2026.

Nos EUA, o presidente Biden assegura que haverá vacinas para todos os americanos, mesmo coma suspensão do imunizante da J&J. No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava alta de 1,60%, com o barril cotado a US$ 61,14. O euro tinha leve alta para US$ 1,195 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,62%. O ouro e a prata tinham quedas na Comex e commodities agrícolas com desempenho de alta na Bolsa de Chicago.

Aqui, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, limitou a CPI do covid-19 investigar o governo federal e repasses de verbas para estados e municípios. Negando-se a estender as investigações para governadores e prefeitos. A CPI já formou maioria crítica ao governo, uma derrota de Bolsonaro. Já Paulo Guedes, nega que a PEC seja fura-teto em encontro com investidores locais e externos.

O parecer da Economia recomenda que Bolsonaro vete emendas por conta do risco fiscal e 18 Estados começam a flexibilizar o isolamento bem no auge da pandemia, que já tem mais de 358 mil óbitos, 13,6 milhões de infectados e 24,4 milhões de vacinados. Cerca de 1,5 milhão de vacinados ainda não compareceram para tomar a segunda dose da vacina.

Na agenda do dia, teremos o Bacen anunciando o fluxo cambial da semana anterior. Nos EUA, teremos dados do Livro Bege, uma síntese de indicadores da economia, os estoques de petróleo e derivados pelo Departamento de Energia. Além da fala de dirigentes do FED, incluindo o presidente Jerome Powell.

A expectativa é de Bovespa começando o dia em alta, dólar mais fraco e juros ainda tencionados.

Bom dia e bons negócios

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?