Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Dia só mais um pouco complicado

Data de criação:

access_time 27/04/2021 - 10:02

Data de atualização:

access_time 27/04/2021 - 13:02
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Ontem os mercados de risco tiveram um dia de comportamento indefinido. Aqui, a Bovespa encerrou praticamente estável em +0,05% e índice em 120.594 pontos, depois de muitas oscilações. O dólar fechou o dia em nova queda de 0,88%, cotado a R$ 5,45. Nos EUA, o Dow Jones encerrou com queda de 0,18% e Nasdaq em alta de 0,87%.

Hoje, o dia está começando mais pesado, com as Bolsas da Ásia terminando no campo negativo. Europa começando em queda, mas já afastada das mínimas e futuros do mercado americano com desempenho misto, mas também passando para o campo positivo. Aqui, vai ser difícil trabalhar diferente do exterior e manter alta, mesmo considerando a divulgação do resultado da Vale (ontem) com desempenho sólido. Vamos precisar de fluxo de recursos e agenda bem positiva.

No início da madrugada, o BOJ (BC japonês) divulgou sua decisão sobre política monetária, mantendo estável, o que significa taxa de depósito de -0,10% e juros dos JGBs de 10 anos próximo de zero. O presidente Kuroda disse que pode fazer mais e quer estender ajuda de empréstimos para empresas afetadas pela pandemia.

Na China, o lucro industrial de março cresceu 92,3% e no trimestre cresceu 137% na comparação anual. Já a S&P, manteve a classificação de risco do Canadá em AAA, com perspectiva estável, mesmo considerando que o BC de lá elevou a taxa de juros, sendo o primeiro entre os países desenvolvidos.

A safra de balanços do primeiro trimestre prevista para toda a semana vai mexer pontualmente com as ações. No mercado internacional, o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava alta de 0,81%, com o barril cotado a US$ 62,41. Isso ajuda nas ações da Petrobras, que mostra hoje o relatório de produção e vendas do trimestre. O euro era transacionado em queda para US$ 1,208 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,573. O ouro e a prata mantinham altas na Comex e commodities agrícolas com desempenho de alta na Bolsa de Chicago.

Aqui, a Vale divulgou o resultado do 1º trimestre com lucro de US$ 5,55 bilhões, com crescimento de 2220% sobre igual período do ano anterior e números sólidos em todas as linhas, inclusive com endividamento líquido negativo. Porém, veio dentro do previsto, o que não tira o mérito e mantém as perspectivas positivas por conta de oferta insuficiente de minério no mercado internacional.

Um juiz de Brasília impediu que Renan Calheiros assuma a relatoria da CPI do Covid-19, mas Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, diz que essa é uma prerrogativa do presidente da comissão. O Brasil também tem dívidas com contribuições para organismos internacionais em montante de R$ 10 bilhões, o que pode impedir de votar nas decisões e compromete a imagem externa.

A FGV anunciou que a confiança do setor de construção caiu 3,8 pontos para 85 pontos e o INCC da construção civil desacelerou para 0,95% em abril, vindo de 2% no mês anterior. O dia ainda contempla indicadores e resultados importantes com capacidade de mexer com Bolsas, câmbio e juros, mas podemos seguir traçando expectativa favorável para esses segmentos de mercado na sessão de hoje.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?