Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Semana com agenda lotada

Data de criação:

access_time 26/04/2021 - 10:06

Data de atualização:

access_time 26/04/2021 - 21:54
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A semana que está começando embute uma série de eventos com capacidade de mexer com os mercados, mas aparentemente podem ser positivos. Antes disso, na semana passada a Bovespa encerrou com perda de 0,48% e índice em 120.530 pontos. O dólar terminou a semana com queda de 1,52%, cotado a R$ 5,50, enquanto o mercado americano também mostrou perdas.

Hoje, os mercados da Ásia terminaram o dia com comportamento misto. Europa começou com viés mais para positivo e futuros do mercado americano com tendência indefinida. Aqui, certamente existe espaço para tentar recuperação, entretanto, vamos seguir na dependência de fluxo carreado e noticiário mais para favorável. Precisamos voltar a ultrapassar patamar ao redor de 121.500, para buscar faixa de 123.700 pontos.

No mundo, há enorme preocupação com o alastramento da covid-19 na Índia. Vários países estão se mobilizando para ajudar, como os EUA, Alemanha e Reino Unido. A semana também embute uma agenda cheia, com decisões de política monetária pelo FED americano e BOJ do Japão. Além de resultados do trimestre das maiores empresas de tecnologia (big techs), o PIB americano e safra de balanço também começando por aqui, com Vale divulgando hoje o primeiro trimestre, após o pregão encerrado.

No Japão, o primeiro-ministro, Yoshihide Suga, ficou um pouco enfraquecido, já que o partido governista perdeu as eleições do final de semana. Para compensar um pouco, os EUA e o Reino Unido se preparam para recuperação econômica forte, os dados recentes indicam isso, a partir de vacinação maciça da população. Aliás, o Reino Unido se prepara para autorizar a entrada de turistas provenientes dos EUA. Na Alemanha, o índice IFO de confiança das empresas subiu para 96,8 pontos, mas a expectativa era maior, em 97,4 pontos.

No mercado internacional o petróleo WTI, negociado em NY, mostrava queda de 1,72%, com o barril cotado a US$ 61,07. Isso dificulta maior performance das ações da Petrobras. O euro era transacionado em leve queda para US$ 1,21 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 1,56%. O ouro e a prata com altas na Comex e commodities agrícolas com desempenho positivo na Bolsa de Chicago.

Aqui, o governo se prepara para enfrentar a CPI do covid-19, remetendo para os ministérios cerca de 20 possibilidades de acusações, para que sejam respondidas e preparadas. Listam temas como negligência na compra de vacinas, tratamento precoce não comprovado cientificamente, militarização do Ministério da Saúde, minimização da pandemia, etc.

A Fipe também anunciou o IPC da terceira quadrissemana de abril com inflação desacelerando para 0,51%, vindo de anterior em 0,65%. Já o presidente da Câmara, Arthur Lira, disse no final de semana que pretende anunciar os termos iniciais da reforma tributária em 03/05, para sugestões e aprimoramentos.

Na agenda do dia teremos a pesquisa semanal Focus (do Bacen) e saldo da balança comercial, mas também o déficit em conta-corrente e investimento direto no país de março. Expectativa para o dia de Bovespa podendo tentar patamar mais alto, juros e dólar fracos, apesar da possibilidade de realização de lucros recentes.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?