Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ANÁLISE: Brasil e as Vendas no Varejo

Data de criação:

access_time 12/08/2020 - 13:00

Data de atualização:

access_time 12/08/2020 - 13:00
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As vendas no varejo (PMC) surpreenderam positivamente tanto as expectativas da casa (+6%) como do mercado (5.1%), registrando avanço de 8% no conceito restrito e 12.6% no conceito ampliado.

O dado reforça o avanço da atividade em um ritmo maior do que o antecipado na sequência da reabertura da economia. Para frente, esperamos manutenção da recuperação do setor varejista, ainda que em ritmo menor do que no registrado nos dois últimos meses.

Comentário

As vendas no varejo (PMC) surpreenderam positivamente tanto as expectativas da casa (+6%) como do mercado (5.1%), registrando avanço de 8% no conceito restrito e 12.6% no conceito ampliado.

Note-se revisões das leituras anteriores para avanço de 14.4% no conceito restrito (anterior: 13.9%) e 19.2% no conceito ampliado (anterior: 19.6%).

Por dentro do índice, nota-se a contínua normalização de setores deprimidos por conta do isolamento social. Assim, vemos avanço pelo segundo mês consecutivo em vestuário (+53.165% MoM) e móveis/eletrodomésticos (+31.026% MoM), além de avanço significativos em setores como livros/papelaria, materiais de escritório e artigos de uso doméstico.

Por outro lado, vendas de híper- e supermercados arrefeceram do avanço observado no mês passado para 0.727% MoM, enquanto artigos farmacêuticos caíram -2.707% no mês.

Em suma, o dado reforça o avanço da atividade em um ritmo maior do que o antecipado na sequência da reabertura da economia. Em termos de índice, observamos uma retomada para valores próximos ao que prevalecia antes da crise, o que enseja animação em relação a recuperação da atividade no final do segundo trimestre.

Para frente, esperamos manutenção da recuperação do setor varejista, ainda que em ritmo menor do que no registrado nos dois últimos meses.

*Felipe Sichel, estrategista-chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?