Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ANÁLISE: EUA e o Payroll de setembro

Data de criação:

access_time 02/10/2020 - 12:20

Data de atualização:

access_time 02/10/2020 - 11:49
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Mercado de trabalho surpreende negativamente as expectativas de mercado, com leitura de 661k (esperado: 859k, anterior: 1371k revisado para 1489k). Destaque para o Payroll privado, praticamente em linha com as expectativas. O desemprego caiu de 8.4% para 7.9%, mas a taxa de participação também caiu de 61.7% para 61.4%.

Em termos do headline, destaca-se especificamente que a surpresa veio dentro de um desvio padrão das expectativas (256.86k, o menor desde a leitura do Payroll de março).

A revisão no número anterior também atenua o grau de surpresa negativa. Neste sentido, nossa métrica de surpresa de Payroll (ver gráfico abaixo) demonstra uma possível normalização se comparado aos últimos cinco meses.

A composição mostra avanço em todos os grandes grupos que monitoramos, com destaque para leisure and hospitality (+318k), setor mais impactado pela crise. O Governo foi o detrator do índice, destruindo 216k vagas após duas leituras fortes relacionadas ao Censo.

Nota-se o avanço de average weekly hours novamente para o high recente (e maior do que em qualquer momento do ciclo anterior). Ao invés de denotar aperto no mercado de trabalho, a evolução do índice está mais relacionada a composição da amostra e, portanto, enviesado.

Em termos de salário, indústria produtora de bens registrou o segundo mês consecutivo de avanço e estabilizou com isso a queda recente no %YoY. Por outro lado, mineração apresentou o segundo mês consecutivo de queda de salários. Nos serviços, varejistas avançaram mais de 1% pelo segundo mês consecutivo.

Os números sugerem desaceleração no ritmo de criação de vagas nos EUA, ainda que o headline esteja poluído pela forte detração do governo. Ainda assim, a perspectiva é de arrefecimento da recuperação do mercado de trabalho (que surpreendeu as expectativas até agora).

*Felipe Sichel é estrategista-chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?