Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ANÁLISE: IPCA do Brasil para agosto

Data de criação:

access_time 09/09/2020 - 11:34

Data de atualização:

access_time 09/09/2020 - 11:34
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

IPCA em agosto teve avanço em linha com expectativa do mercado (0.24%), mas abaixo de nossa projeção (0.17%).

A abertura (%MoM) mostra avanço de 0.78% nos preços administrados e somente 0.05% nos preços livres. Tomando-se os critérios do BC, serviços caíram -0.47%, aprofundando o movimento de -0.10% do mês passado. Este é o quarto mês consecutivo de leituras negativas. Enquanto isso, produtos industriais caíram de 0.29% para 0.22%.

Nas leituras subjacentes, vemos avanço de 0.12% dos serviços (após queda de -0.03% no mês passado) e industriais subjacentes idênticos ao mês passado em 0.08%.

A média dos cinco núcleos observada pelo BC ficou em 0.10%, abaixo do registrado no mês anterior de 0.13%. A MM3M subiu de 0.05% para 0.11%, enquanto a difusão saiu de 54.3% para 55.1%.

Em termos de grupos, nota-se especificamente a contribuição de -3.47% em educação em função dos descontos. Alimentação e bebidas avançaram 0.78% MoM e 4.91% YoY.

Observa-se que o risco principal permanece em torno de alimentação (critério BC alimentação: 1.15%), enquanto medidas de núcleo e medidas subjacentes permanecem em bem-comportados. A leitura é, portanto, positiva frente aos receios de aceleração inflacionária já neste mês.

*Por Felipe Sichel é estrategista-chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?