Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ANÁLISE: IPCA e o resultado

Data de criação:

access_time 27/04/2021 - 12:10

Data de atualização:

access_time 27/04/2021 - 12:10
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O IPCA-15 registrou leitura de 0,60% no mês de abril, um pouco abaixo das nossas expectativas (0,64%) e da mediana do mercado (0,65%).

Por dentro do índice, todos os grupos, com exceção de comunicação, tiveram leitura positiva. Destaque para o ainda forte crescimento do grupo de transportes (1,76%), puxado, principalmente, por combustíveis, mas espera-se que esse crescimento seja revertido na leitura do IPCA para o mês. Dentre os critérios do BC, alimentação (0,19%) e serviços (0,18%) subiram em relação ao mês anterior, ainda que a alta não tenha sido expressiva, já industriais desacelerou para 0,43% em relação a um aumento de 0,98% no mês anterior. Os índices subjacentes para serviços e industriais apresentaram moderação na margem, tal qual a difusão e a média dos núcleos.

Comparado às nossas expectativas, as maiores diferenças se deram em relação a vestuário (0,67% vs. 0,17% realizado), comunicação (0,10% vs. -0.04% realizado) e administrados (1,78% vs. 1,55% realizado). Por outro lado, as diferenças foram marginais para os demais grupos, com uma projeção precisa para o grupo de transportes.

A leitura do IPCA-15 reforça nossa expectativa de elevação da SELIC em 75 bps na semana seguinte e o ciclo de hike encerrando 2020 em 5%.

*Por Felipe Sichel é estrategista-chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?