Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ANÁLISE: Payroll dos EUA

Data de criação:

access_time 05/02/2021 - 11:46

Data de atualização:

access_time 05/02/2021 - 11:46
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O Payroll de janeiro teve leitura abaixo do esperado pelo mercado, mostrando criação de 49k vagas (esperado). O número anterior foi revisto de -140k para -227k, reforçando a leitura negativa do número.

O dado reforça a tese de que a recuperação da economia americana não será linear. Por outro lado, mantém também pressão elevada pelo avanço do pacote de estímulo fiscal e manutenção dos parâmetros de política monetária inalterada por longo período de tempo.

Análise

O Payroll de janeiro teve leitura abaixo do esperado pelo mercado, mostrando criação de 49k vagas (esperado). O número anterior foi revisto de -140k para -227k, reforçando a leitura negativa do número.

A composição mostra criação de somente 6k vagas no setor privado, sendo que a leitura anterior teve revisão próxima a -110k. Note-se que no lado dos serviços houve criação de 10k vagas, com quedas registradas em leisure and hospitality (-61k) trade and transport (-50k) e retail trade (-38k).

Houve queda da taxa de desemprego em contraposição a expectativa de taxa inalterada de 6.7% para 6.3%. Parte da explicação relaciona-se a revisão anual dos números incluída neste relatório.

As horas médias trabalhadas (AWH) avançou para 35, maior leitura desde o início da série atual em 2006. Já o Average Hourly Earnings de janeiro avanço 0.2%, abaixo do esperado, mas com revisão no anterior de 0.8% para 1.0%. Como comentado anteriormente, estes dois indicadores sofrem com distorções por conta da massa das demissões ter sido concentrada em empregos de baixos salários.

Em suma, o dado reforça a tese de que a recuperação da economia americana não será linear. Por outro lado, mantém também pressão elevada pelo avanço do pacote de estímulo fiscal e manutenção dos parâmetros de política monetária inalterada por longo período de tempo.

*Felipe Sichel é estrategista-chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?