Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

EUA: Índice de Preços ao Consumidor subiu 0,3% em janeiro

Data de criação:

access_time 10/02/2021 - 14:19

Data de atualização:

access_time 10/02/2021 - 14:19
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O Índice de Preços ao Consumidor para Todos os Consumidores Urbanos (CPI-U) dos Estados Unidos subiu 0,3% em janeiro, ajustado sazonalmente, conforme mostrou o Departamento de Análises. Nos últimos 12 meses, o índice de todos os itens aumentou 1,4% antes do ajuste sazonal.

O índice da gasolina seguiu trajetória de alta em 7,4% em janeiro, o que acabou respondendo pela maior parte do aumento, ajustado sazonalmente, no índice de todos os itens.

Embora os de eletricidade e gás natural tenham caído, o índice de energia subiu 3,5% no mês. O de alimentação subiu ligeiramente em janeiro, aumentando 0,1%, já que um avanço no índice de alimentação fora do domicílio mais do que compensou a queda no domiciliar.

O índice para todos os itens, menos alimentos e energia, ficou inalterado em janeiro. Os indicadores de seguros de vestuário, assistência médica, abrigo e veículos automotores aumentaram no mês. Os de recreação, carros e caminhões usados, tarifas aéreas e veículos novos caíram em janeiro.

O índice de todos os itens subiu 1,4% nos 12 meses encerrados em janeiro, o mesmo aumento do período encerrado em dezembro. Para todos os itens, menos alimentos e energia, o indicador também subiu 1,4% nos últimos 12 meses, alta menor do que o aumento de 1,6% nos 12 meses encerrados em dezembro.

O índice de alimentos subiu 3,8% nos últimos 12 meses. Em contraste com esses aumentos, o índice de energia caiu 3,6% no ano passado.

*Tradução ID dos relatórios do Departamento de Análises

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?