Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ONS: Reservatórios no Norte tem previsão de fechar o mês acima de 80%

Data de criação:

access_time 21/05/2021 - 20:40

Data de atualização:

access_time 21/05/2021 - 20:40
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O boletim do Programa Mensal de Operação (PMO) com as previsões do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) aponta que o volume dos reservatórios deve se manter muito próximos dos níveis apresentados na revisão anterior. Espera-se que atinjam, até o fim deste mês, as marcas de 84% no Norte; 63% no Nordeste; 54,7% no Sul; e se mantém com 31,7% no Sudeste/Centro-Oeste.  Para a semana de 22 a 28 de maio, as afluências na região Norte, chegarão a 73% da Média de Longo Termo (MLT). O Sudeste/Centro-Oeste se mantém estável com a previsão de 55% da MLT e o Nordeste em 32% da MLT. Para o Sul, a projeção tem um aumento, em comparação com o período anterior, e passa a ser de 21% da MLT.

A previsão de carga no Sistema Interligado Nacional (SIN) apresenta elevação de 10,4%, com 66.231 MW, na comparação com o mesmo período de 2020. Esse percentual, deve ser visto de forma conservadora, já que são influenciados pelas reduções de carga observadas em maio do ano passado, que registrou consumo negativo de 10,2%.

As medidas restritivas para conter o recente aumento nos casos da COVID-19, têm se refletido negativamente no setor industrial brasileiro, com empresas diminuindo a produção e limitando a compra de insumos, devido a mais um declínio no volume de novos pedidos. O Norte se destaca e deve ter expansão de 12%, com 5.835 MW médios.

Na sequência, vem o Sudeste/Centro-Oeste com incremento de 10,8% e 38.343 MW médios, seguido pelo Sul com 9,8% e 11.352 MW médios. Já o Nordeste aponta para um consumo 8,8% maior, com 10.700 MW médios.

Na reta final de maio, o Custo Marginal de Operação (CMO) deve registrar avanço de 30,50% nas regiões Sudeste/Centro-Oeste e Sul, passando a custar R$ 287,26/MWh em comparação aos R$ 220,13/MWh da semana anterior. Também em ritmo de aceleração, os subsistemas Norte e o Nordeste apontam para aumento do CMO de 27,30%, saindo do patamar de R$ 195,29/MWh para R$ 248,60/MWh.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?