Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Payroll nos EUA avança para 559 mil em maio e desemprego cai para 5,8%

Data de criação:

access_time 04/06/2021 - 11:35

Data de atualização:

access_time 04/06/2021 - 12:10
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Nos Estados Unidos, o emprego total da folha de pagamento não agrícola aumentou 559 mil em maio e a taxa de desemprego caiu 0,3 p.p para 5,8%, conforme mostrou o Departamento do Trabalho nesta sexta-feira (04/06). Os analistas apostavam em mais 645 mil folhas e queda no desemprego em 5,9%.

Os ganhos de emprego ​​ocorreram nos setores de lazer e hospitalidade, na educação pública e privada, em saúde e assistência social.

Em maio, a taxa de desemprego caiu 0,3 p.p, para 5,8% e o número de desocupados caiu 496 mil ficando em 9,3 milhões. “Essas medidas estão em baixa consideravelmente de seus picos recentes em abril de 2020, mas permanecem bem acima de seus níveis anteriores à pandemia de coronavírus, 3,5% e 5,7 milhões, respectivamente, em fevereiro de 2020”, disseram os analistas do Departamento no comunicado.

Entre os principais grupos de trabalhadores, a taxa de desemprego caiu em maio para adolescentes (9,6%), brancos (5,1%) e hispânicos (7,3%). As taxas de desemprego para homens adultos (5,9%), mulheres adultas (5,4%), negros (9,1%) e asiáticos (5,5%), poucas mudanças em maio.

Em maio, 16,6% das pessoas empregadas teletrabalharam por causa da pandemia do coronavírus, ante 18,3% no mês anterior.

Os ganhos médios por hora de todos os funcionários no Payroll subiram 15 centavos para US $ 30,33 em maio, depois de uma alta de 21 centavos em abril. Os ganhos médios por hora da produção do setor privado e dos funcionários sem supervisão subiram 14 centavos para US $ 25,60 em maio, depois de um aumento de 19 centavos em abril.

“Os dados dos últimos dois meses sugerem que o aumento da demanda por mão de obra associada à recuperação da pandemia pode ter pressionado os salários para cima. No entanto, como os ganhos médios por hora variam amplamente entre os setores, as grandes flutuações de emprego desde fevereiro de 2020 complicam a análise das tendências recentes nos ganhos médios por hora”, escreveram os pesquisadores do Departamento do Trabalho americano.

*Tradução ID do relatório dos EUA

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?