Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

PIB dos EUA fica em 4,1% no quarto trimestre de 2020

Data de criação:

access_time 25/02/2021 - 13:13

Data de atualização:

access_time 25/02/2021 - 13:13
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O Produto Interno Bruto (PIB) real subiu na taxa anual em 4,1% no quarto trimestre de 2020, de acordo com a “segunda” estimativa divulgada pelo Bureau of Economic Analysis. No terceiro trimestre, o PIB real aumentou 33,4%. As projeções apontavam para a alta em 4,2%.

A estimativa do PIB divulgada hoje é baseada em dados de fontes mais completos do que os disponíveis para a emitida no mês passado. Na projeção, o aumento do PIB real foi de 4,0%. Com a segunda estimativa, as revisões em alta do investimento fixo residencial, do investimento em estoque privado e dos gastos do governo estadual e local foram parcialmente compensadas por uma revisão para baixo nas despesas de consumo pessoal (PCE).

Impacto do COVID-19

O aumento no PIB do 4T20 refletiu tanto a recuperação econômica continuada das quedas acentuadas no início do ano quanto o impacto contínuo da pandemia COVID-19, incluindo novas restrições e fechamentos que entraram em vigor em algumas áreas dos Estados Unidos. Os efeitos econômicos totais da pandemia COVID-19 não podem ser quantificados na estimativa do PIB para o 4T20 porque os impactos são geralmente incorporados nos dados de origem e não podem ser identificados.

Bens Duráveis

Os pedidos de bens duráveis subiram 3,4%, ou US $ 8,5 bilhões, em janeiro, para US $ 25,6,6 bilhões, conforme mostrou o Census Bureau. Esta impressão seguiu o aumento de dezembro de 1,2% e superou a estimativa dos analistas de 1,1% por uma margem ampla.

Excluindo o transporte, os novos pedidos aumentaram 1,4%. Excluindo defesa, as novas encomendas aumentaram 2,3%. Os estoques de bens manufaturados duráveis em janeiro, caíram dois meses consecutivos, diminuíram US $ 1,4 bilhão, ou 0,3%, para US $ 424,3 bilhões.

*Tradução ID dos relatórios

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?