Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Produção Industrial dos EUA sobe 0,9% em janeiro, diz o Fed

Data de criação:

access_time 17/02/2021 - 16:04

Data de atualização:

access_time 17/02/2021 - 16:04
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Nos Estados Unidos, a produção industrial subiu 0,9% em janeiro, acima da projeção de 0,4%. Este é o quarto aumento sólido consecutivo. A produção aumentou 1,3% revisado em dezembro, ligeiramente abaixo da estimativa anterior de ganho de 1,6%.

Com 107,2% da média de 2012, a produção industrial total em janeiro foi 1,8% menor que o nível do ano anterior. A capacidade de utilização o setor industrial aumentou 0,7 p.p em janeiro para 75,6%, uma taxa que está 4,0% abaixo de sua média de longo prazo (1972-2020). Os dados são do Federal Reserve.

“A produção industrial total não voltou aos níveis anteriores à pandemia do início do ano passado. Em janeiro, os índices para cerca de metade dos grupos de mercado ainda estavam abaixo de suas leituras do ano anterior, notavelmente, a fraqueza na área de óleo durante a maior parte do ano passado deixou a produção de materiais energéticos 6,2% abaixo do nível de 12 meses antes. Fortes ganhos durante o segundo semestre do ano passado, no entanto, impulsionaram os índices para todas as principais categorias de bens de consumo e equipamentos de defesa e espaço acima dos níveis do ano anterior”, disse o Fed no comunicado.

Grupos Industriais

A manufatura durável e não durável registraram avanços de 0,9% e 1,2%, respectivamente, enquanto as demais caíram 0,8%. Entre os bens duráveis, muitos setores tiveram ganhos entre 1% e 2,5%. O maior ganho, 3,9%, foi registrado por metais primários, enquanto as únicas perdas foram registradas por produtos minerais não metálicos e por veículos motorizados e peças. A produção de veículos motorizados foi controlada por uma escassez global de semicondutores usados ​​em componentes de veículos. A maioria dos setores não duráveis ​​registrou taxas de crescimento na faixa de 1% a 2%. As únicas exceções foram os índices para papel e para impressão e suporte, que caíram um pouco mais de  0,5%.

A produção das concessionárias caiu 1,2% em janeiro, principalmente por causa de uma queda de 5,7% nas de gás natural. O índice de mineração saltou 2,3 %. A perfuração de poços de petróleo e gás continuou sua ascensão com um avanço de 11,3%, embora permaneça cerca de 50% abaixo do nível do ano anterior. Um aumento de mais de 1% na extração de petróleo e gás natural também contribuiu significativamente para o ganho da mineração em janeiro.

A capacidade de utilização subiu 0,7 p.p em janeiro, para uma taxa de 14,5 p.p acima do mínimo em abril e menos de 1 ponto percentual abaixo do nível pré-pandêmico. A taxa operacional para mineração aumentou 2,0 p.p para 82,2%, enquanto a taxa operacional para serviços públicos caiu 1,1 p.p para 73,5%, ambas as taxas permaneceram abaixo de suas médias de longo prazo.

Revisão da Produção Industrial e Utilização da Capacidade

O Federal Reserve planeja emitir sua revisão anual para os índices de produção industrial (IP) e as medidas relacionadas de utilização da capacidade no primeiro semestre de 2021. Novos dados de referência anual para a manufatura para 2017 e 2018 serão incorporados, bem como outros dados anuais, incluindo informações sobre a mineração de minerais metálicos e não metálicos (exceto combustíveis). Os pesos para divisões de grupo de mercado dos índices de nível de indústria serão atualizados com informações das contas de insumo-produto de referência de 2012 do Departamento de Análises Econômicas dos Estados Unidos.

*Tradução ID do relatório do Fed

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?