Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Como fazer o seu próprio salário?

Data de criação:

access_time 01/06/2021 - 10:09

Data de atualização:

access_time 01/06/2021 - 13:09
format_align_left 10 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O mundo vem mudando muito nos últimos anos. Com isso, novas alternativas de trabalhos e negócios vão surgindo. Nesse contexto, algumas pessoas podem se perguntar: será que é possível fazer meu salário sem ter que depender de empregos?

Na verdade, existem pessoas que preferem ter a tranquilidade de trabalhar em um local fixo, com salário garantido. Por outro lado, nada impede que você busque outras formas de incrementar os seus ganhos e aumentar a renda.

Neste artigo, mostraremos algumas alternativas que você pode adotar para fazer o seu próprio salário. Acompanhe!

 

Qual é a importância de fazer o seu salário?

Antes de conhecer as formas de incrementar ou criar uma renda, é preciso responder a uma pergunta bem simples. Afinal, porque você deve se preocupar em fazer o seu salário? Se você tem essa dúvida, pense nos pontos que destacaremos neste tópico.

A ideia aqui não é que você saia de seu atual emprego ou deixe de procurar uma vaga no mercado de trabalho, caso esteja precisando. Entretanto, é preciso ter em mente que todas as relações de trabalho estão sujeitas a se quebrarem.

Por mais que você seja um grande profissional, nada garante que o seu emprego estará resguardado. Um exemplo claro dessa realidade foi o grande número de pessoas que foram demitidas desde o início da pandemia de coronavírus.

Ao ter um trabalho, você está, praticamente, confiando à outra pessoa a responsabilidade pelo seu sustento. Por outro lado, quem faz o seu próprio salário garante as suas finanças pelas próprias mãos. Nesse caso, se a pessoa for demitida ou se a empresa em que trabalha fechar as portas, ela ficará tranquila.

Afinal, dentro desse cenário, esse profissional teria outras formas de se manter até conseguir uma nova colocação no mercado de trabalho. Inclusive, muitas pessoas que sabem fazer o seu salário e perdem o emprego, sequer voltam a procurar outra oportunidade.

Elas acabam transformando o trabalho extra em sua profissão principal. A internet está repleta de exemplos desse tipo. Ou seja, pessoas que perderam o emprego e desenvolveram uma nova atividade. Talvez, até mesmo você conheça alguém próximo que fez isso. O ideal é que você mesmo defina a importância que fazer o próprio salário pode ter na sua vida.

 

Quais são as alternativas para fazer o seu próprio salário?

Existem diversas alternativas para quem tem essa dúvida. Algumas pessoas investem em um novo negócio ou no desenvolvimento de algum tipo de produto ou serviço com o qual elas já tenham aptidão.

Entretanto, muitas ficam completamente perdidas quando se deparam com essa possibilidade. Afinal, nem todas têm aquele espírito empreendedor ou querem ter a responsabilidade de gerenciar uma empresa.

Outras não têm nenhuma habilidade artística ou manual para oferecer por meio de algum produto ou serviço diferenciado. Nessas horas, muitas entram em desespero. Afinal, o que fazer para aumentar o meu salário ou, mesmo, não depender de nenhum empregador para obtê-lo?

A resposta para essa pergunta pode estar mais próxima do que você imagina. É possível encontrar uma solução para fazer o seu salário na Bolsa de Valores. Especificamente, em uma atividade que tem sido cada vez mais difundida.

Estamos falando da profissão de trader. Quer saber mais sobre o assunto? Então, continue a leitura para aprender como esse trabalho funciona e as formas de ingressar nele.

 

A profissão de day trader

O day trade é um tipo de operação que utiliza como método a especulação, diferente do que ocorre ao se realizar investimentos propriamente ditos. Basicamente, trata-se de uma modalidade em que a entrada e a saída da operação ocorrem dentro de um mesmo dia de pregão.

O termo day trade pode ser traduzido como “dia de negociação” ou “negócio de um dia”. O foco é não ficar posicionado em nenhum ativo de um dia para o outro. Assim, o resultado da sua operação é extraído em alguns minutos ou, no máximo, horas.

Há casos em que a operação dura menos de um minuto. No entanto, para fazer isso, é fundamental seguir alguns passos muito importantes. Continue lendo para saber quais são eles!

 

Disciplina

A disciplina é um dos fatores primordiais do profissional trader. Inclusive, há quem atribua grande parte do seu sucesso nesse mercado a esse fator.

Assim, antes de ingressar no mercado, é preciso desenvolver a disciplina. Significa que você precisa ter planejamento, o que inclui horários para operar, horários para estudar sobre o assunto e, também, ter em mente que você estará sujeito a momentos de ganhos, assim como de perdas.

No caso dessa última, é importante buscar desenvolver e trabalhar o controle emocional, pois, se acontecerem, é preciso ter cuidado para não querer recuperar tudo de uma só vez.

Por mais que você se considere uma pessoa segura e confiante, o mercado ainda pode brincar com o seu psicológico. Logo, ter disciplina é uma característica exigida para todo trader, independentemente do seu nível de conhecimento.

 

Plano de trade e gerenciamento de risco

Outro ponto importante para essa profissão é o plano de trade e gerenciamento de risco. No day trade você executará inúmeras operações ao longo do dia. Algumas poderão ser positivas, mas você também estará sujeito a resultados negativos, como mencionamos.

Outro segredo para o sucesso nessa profissão é, obviamente, ter como objetivo manter quaisquer perdas inferiores aos ganhos. E a maneira mais indicada para se alcançar esse objetivo, é realizando um bom gerenciamento de risco.

O stop loss — mecanismo de envio de ordem automática, que tem como objetivo encerrar operações que estão cotadas a preço inferior ao de entrada, a fim de evitar possíveis agravamentos de uma perda — deve ser determinado, assim como os seus ganhos.

Ou seja, você precisa estabelecer a quantia que pode expor ao risco em cada operação e o montante que pretende ganhar. Quando qualquer um desses objetivos financeiros diários for atingido, você deve finalizar o processo e aceitar a perda ou o ganho.

Portanto, para evitar passar por frustrações que possam levar você a desistir dessa carreira, é indispensável que você tenha disciplina, planejamento financeiro e, principalmente, controle de risco. Acredite, desenvolvendo esses hábitos, você terá grandes chances de obter resultados positivos e duradouros nesse mercado.

 

Dedicação aos estudos

O outro ponto a ser destacado, é a necessidade de dedicação aos estudos. Quem pretende atuar no day trade como um profissional precisa estudar constantemente. Até mesmo os profissionais experientes fazem isso, afinal, o mercado financeiro é cíclico e pode mudar com frequência.

Logo, você precisa estar atento a essas alterações. Além disso, é preciso desenvolver uma técnica de análise de mercado. No day trade, as mais utilizadas são a leitura de fluxo (Tape Reading) e a análise gráfica.

Basicamente, na primeira técnica, as decisões são tomadas com base na intenção de negociação de outros players. Já a segunda embasa entradas em gráficos e indicadores dos ativos.

 

Plataforma de Negociações

Outro passo importante que você deve dar antes de se tornar um trader e, com isso, fazer seu próprio salário, é saber escolher uma boa plataforma de negociações. Essa é, basicamente, uma ferramenta que permite que você realize diversos tipos de estudos, além de conter elementos necessários para embasar a sua tomada de decisões.

Existem diversas fornecedoras desse tipo de solução no mercado. Geralmente, elas são encontradas na área logada da sua corretora ou banco de investimentos.

 

Por que abrir uma conta em um banco de investimentos para essa finalidade?

Por fim, para que você possa utilizar o day trade como uma profissão, é essencial contar com um banco de investimentos. Porém, não é qualquer instituição que atenderá às suas necessidades e objetivos de forma satisfatória.

Bancos convencionais e, até mesmo, algumas corretoras especializadas podem não fornecer todo o suporte que você precisa. O ideal é escolher uma instituição que já tenha a tradição de trabalhar com profissionais do trade.

Afinal, você precisa de uma estrutura de comunicação com a Bolsa de Valores que funcione de forma estável. Imagine, por exemplo, enviar uma ordem para sair de uma operação e, simplesmente, encontrar dificuldades para finalizá-la.

Instabilidades entre a comunicação da plataforma de investimentos com a Bolsa de Valores é um grande problema para o trader. Por isso, é essencial contar com uma instituição especializada e que tenha uma boa estrutura para esse tipo de operações.

Um bom exemplo é o modalmais: um banco digital que, aparentemente, é como qualquer outro. Afinal, você tem cartão de crédito, programa de pontos, pagamentos de conta, transferências via TED ou PIX, entre outros serviços bancários.

No entanto, a grande diferença da instituição para as demais é a estrutura da plataforma de investimentos. No modalmais você também tem acesso às plataformas de negociações mais avançadas do mercado. Nelas você poderá fazer suas análises a partir de gráficos, indicadores e realizar o envio das ordens. Sem essa ferramenta, é impossível atuar como day trader.

Como você pôde notar ao longo deste artigo, uma opção para quem quer fazer o seu próprio salário, de maneira promissora, é por meio da Bolsa de Valores.

No entanto, é importante que você aprenda o máximo possível sobre esse mercado. O universo do day trade exige muito conhecimento e desenvolvimento emocional. Então, não perca mais tempo e comece agora! Para isso, abra a sua conta no modalmais e veja como o banco digital dos investidores pode ajudar nesse processo.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?