Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

ANÁLISE: CPI dos Estados Unidos

Data de criação:

access_time 13/01/2021 - 14:13

Data de atualização:

access_time 13/01/2021 - 14:13
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O índice de preços ao consumidor (CPI) dos EUA avançou 0.4% no mês, em linha com o esperado pelo mercado. Já a leitura subjacente avançou 0.1% em dezembro, também em linha com o esperado. A média móvel de três meses do subjacente caiu de 0.14% para 0.10%.

Por dentro do índice, destaca-se especificamente o avanço da parte de bens subjacentes, que aceleraram em relação ao mês passado para 0.15%. Note-se que isto é justificado pelo avanço de 1.36% em vestuário. Por outro lado, veículos usados seguem no processo de ajuste para baixo iniciado há três meses. O mesmo pode ser dito para bens médicos.

No lado dos serviços, moradia mostrou resiliência e dá sinais de estabilidade. Ainda assim, ante o efeito defasado de desemprego e inflação deste grupo, esperamos que este item siga pesando sobre o CPI até o final do primeiro semestre. Serviços médicos registraram leitura negativa pelo quarto mês consecutivo.

As métricas QoQ anualizadas mostram de forma evidente a normalização do CPI Core após o forte avanço por conta do ajuste de preços no terceiro trimestre. A métrica permanece em patamar abaixo do que vigorou ao longo de grande parte do ciclo anterior (ex-2020, obviamente).

Em suma, nosso cenário prospectivo de inflação nos EUA permanece benigno, o que enseja tranquilidade para o FED ao longo do ano. Poderemos ver alguma aceleração de preço na medida em que a economia reabra por conta de ajuste de oferta e demanda, mas Powell já deixou clara a intensão do FED em desconsiderar acelerações temporárias dos preços.

*Felipe Sichel é estrategista-chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?