Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Alexandre Baldy se licencia do cargo no governo paulista por 30 dias

Data de criação:

access_time 06/08/2020 - 21:54

Data de atualização:

access_time 06/08/2020 - 21:54
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O Secretário dos Transportes Metropolitanos do Estado de São Paulo, Alexandre Baldy, pediu licença do cargo de pelo período de 30 dias, a partir de amanhã, dia 07, para se concentrar exclusivamente na sua defesa. A decisão veio em nota à imprensa na noite desta quinta-feira (06).

“À frente da Secretaria dos Transportes Metropolitanos, Baldy retomou obras de mobilidade, garantiu a renovação da frota de ônibus intermunicipais e acelerou a construção de cinco novas estações do Metrô”, destaca a nota

Alexandre Baldy tem demonstrado competência, dedicação e postura idônea no exercício da sua função no Governo de São Paulo”, diz a nota do governo.

Com a licença, a Secretaria dos Transportes Metropolitanos passa a ser comandada temporariamente pelo seu Secretário Executivo, Paulo Galli.

Baldy foi preso nesta quinta-feira pela Polícia Federal durante o desenvolvimento da Operação Dardanários, braço da Fatura Exposta e SOS, que apuravam os desvios de recursos do Estado do Rio de Janeiro. Segundo apurou o Mistério Público Federal os os valores eram repassados para a organização social (OS) Pró-Saúde, que administrou diversos hospitais no Rio de Janeiro e outras localidades do país.

O MPF informou que, a partir da colaboração premiada de ex-diretores da OS, foi possível concluir como era feito o pagamento de vantagens indevidas para agentes que pudessem interceder em favor dela nos recebimentos do contrato de gestão do Hospital de Urgência da Região Sudoeste (HURSO), em Goiânia, administrado pela Pró-Saúde entre 2010 e 2017.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?