Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Apoiadores de Trump invadem o Congresso americano

Data de criação:

access_time 06/01/2021 - 18:16

Data de atualização:

access_time 06/01/2021 - 18:17
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Um grupo de apoiadores do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, invadiu na tarde de hoje (6) o prédio do Congresso dos Estados Unidos, rompendo as barricadas de segurança, no momento em que os parlamentares norte-americanos debatiam a certificação da vitória de Joe Biden à Presidência do país. O Senado e a Câmara, que estavam avaliando objeções à vitória do democrata, interromperam o debate de forma inesperada.

Parlamentares e jornalistas relataram tiros dentro do prédio do Congresso e, segundo relatos da imprensa americana, uma mulher branca foi baleada no ombro.

Mais cedo, o presidente Donald Trump fez um discurso de cerca de três horas para seus apoiadores na praça do obelisco de Washington. Ao discursar, Trump voltou a dizer que venceu as eleições e disse “você não cede quando há roubo envolvido”, disse ele.

O vice-presidente dos Estados Unidos, Mike Pence, que presidia a sessão conjunta no Congresso, responsável por receber e confirmar os votos dos delegados estaduais nas eleições norte-americanas, publicou nas redes sociais uma carta em que afirma que não há precedentes legais e constitucionais para que ele “aceite ou rejeite os votos unilateralmente.”

Na carta, ele escreve que: “Dada a controvérsia das eleições neste ano, alguns acreditam que, como vice-presidente, é meu papel contestar os votos. Outros acreditam que os votos eleitorais nunca devem ser contestados em uma sessão conjunta do Congresso. Após uma análise cuidadosa da nossa Constituição, nossas leis e nossa história. Acredito que nenhuma das visões está correta”.

Toque de recolher

Diante da invasão do Capitólio, a prefeita de Washington, Muriel Bowser, decretou toque de recolher de 12 horas na capital dos Estados Unidos a partir das 18h, no horário local. O toque de recolher não se aplica a trabalhadores essenciais, mas incluiu centros de testagem para a Covid-19.

(com informações da Agência Brasil)

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?