Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

CPTM: Sindicatos anunciam greve dos ferroviários

Data de criação:

access_time 14/04/2021 - 10:32

Data de atualização:

access_time 14/04/2021 - 10:32
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O Sindicato a Sorocabana, em conjunto com os Sindicatos dos Ferroviários de São Paulo e dos Engenheiros de São Paulo, entidades que representam os trabalhadores da CPTM, decidiu entrar em greve a partir da meia-noite do dia 27 de abril de 2021.

A decisão foi tomada em assembleia realizada nas sedes de cada sindicato, respeitando todas as normas de segurança definidas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os ferroviários votaram, por maioria, a favor da paralisação para protestar contra o não pagamento do PPR 2020, que devia ter sido realizado no dia 31 de março e além disso, devido à ausência de resposta da empresa e do Governo estadual em relação à inclusão dos ferroviários no grupo prioritário de vacinação contra o coronavírus, pois já são centenas de contaminados e dezenas de óbitos.

“Todos os trabalhadores de serviços essenciais estão sendo vacinados, menos os trabalhadores do transporte público. São Paulo não parou porque nós não paramos. Então, se somos essenciais, temos de ser vacinados. Os ferroviários estão expostos diariamente, mesmo tomando todos os cuidados e sem os equipamentos de proteção ideais. A cada imagem de estações e trens lotados, tem os ferroviários na linha de frente expostos à todas as variantes do Coronavírus. O risco é imenso. Merecemos respeito e ao menos uma resposta positiva”, ressaltou o presidente interino do Sindicato da Sorocabana, José Claudinei Messias.

A greve dos ferroviários a ser deflagrada no dia 27 de abril é por tempo indeterminado e deve paralisar todas as linhas representadas pelos Sindicatos na CPTM.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?