Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Dia pode ser mais fraco

Data de criação:

access_time 22/07/2020 - 10:23

Data de atualização:

access_time 25/11/2020 - 19:42
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

 

Ontem foi dia de investidores promoverem rotação de estoques de ações, privilegiando empresas que ficaram atrasadas na retomada e vendendo ações com lucros recentes incorporados. Nos EUA, tivemos renovadas buscas por ações de tecnologia.

Hoje mercado voltam a mostrar tendência de queda com fechamento negativo na Ásia (exceto Xangai com +0,37%), Europa com mercados em dia de queda e futuros dos EUA com comportamento misto e Nasdaq em alta.

Aqui, a Bovespa ontem realizou pouco e encerrou com perda de 0,11% e índice em 104.309 pontos, depois de bater na máxima de 105.449 pontos. O importante é não perder patamar pouco acima de 100 mil pontos.

Investidores seguem preocupados com o aumento de casos de contágio pela covid-19, especialmente nos EUA e aguardam mais notícias sobre vacinas e medicamentos para combate. Também há preocupação com as relações diplomáticas entre os EUA e a China.

Ontem, os EUA exigiram o fechamento do consulado da China em Houston, alegando proteger a propriedade intelectual. A China, por sua vez, estuda exigir o fechamento da representação americana em Wuhan. Também traz algum constrangimento as pesquisas colocando Biden na frente de Trump, levando nervosismo para a reeleição e mudanças de atitude nos programas de governo, além da possibilidade de discursos mais duros.

O petróleo também dá tom negativo em queda, depois de a API divulgar crescimento de estoques nos EUA na semana anterior. Hoje, o Departamento de Energia dos EUA anuncia os estoques de petróleo e derivados. Com isso, o óleo WTI negociado em NY mostrava queda de 1,55%, com o barril cotado a US$ 41,27. O euro tinha a maior cotação em relação ao dólar desde outubro em US$ 1,157, enquanto os juros dos notes de 10 anos caíam para 0,59%. Commodities agrícolas negociadas na Bolsa de Chicago com viés negativo, o ouro e a prata com quedas na Comex.

Aqui, o governo sofreu ontem mais uma derrota com a câmara aprovando o texto base do Fundeb, em primeiro e segundo turnos, encaminhando para o Senado avaliar. O governo também entregou formalmente ontem seu projeto de reforma fiscal na primeira fase, basicamente agrupando PIS e COFINS no IVA dual, aliviando o setor bancário e elevando a carga do segmento de serviços, com a contribuição sobre bens e serviços (CBS) deixou de fora a cesta básica que permaneceu isenta (recuo da área econômica) e o ministro Paulo Guedes disse que vai encaminhar reformas também no IR, IPI e tributação de dividendos. A volta da CPMF ou outro nome que se queira atribuir é de difícil passagem no parlamento.

A FGV anunciou que a confiança da indústria em julho cresceu 12,5 pontos para 90,1 pontos. Já com relação às estatísticas da covid-19, são 81 mil óbitos e casos de infecção atingindo 2,2 milhões. A agenda do dia não contém dados que possam mexer com os mercados, mas certamente teremos volatilidade, até por conta da divulgação de resultados. Hoje também teremos Microsoft.

Nossa expectativa é de Bovespa podendo realizar seguindo exterior, mas temos que perceber a atitude dos investidores em relação à reforma tributária e entendimento entre os poderes. Juros e dólar devem ficar fracos.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?