Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Esperando pelo “Big Bang”

Data de criação:

access_time 24/08/2020 - 19:25

Data de atualização:

access_time 25/11/2020 - 18:35
format_align_left 4 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os investidores locais amanheceram reverberando os efeitos da matéria divulgada pela equipe econômica, prometendo anunciar um pacote de estímulos denominado de o “Big Bang”, para amanhã. Ocorre que no meio da tarde, a notícia era que não seria bem isso e só sairia uma parte. Segundo matéria uma matéria do final de semana, o governo anteciparia o programa Renda Brasil ainda para 2020, anunciaria intenção de cortes selecionados de despesas, obras públicas, estímulos ao emprego, atração de investimentos privados e privatizações. Isso certamente soa como música aos ouvidos dos investidores.

Mas a perspectiva positiva foi toldada pela preocupação com a área fiscal e como seria a montagem dessa aglutinação de visões em alas diversas do governo Bolsonaro. Mais ainda, preocupa a peça do orçamento de 2021 que deve ser encaminhada até o final desse mês ao Congresso para avaliação. Bem verdade que aparentemente o governo está conseguindo formatar sua base de apoio com maior eficiência e, isso, teoricamente facilita a aprovação de medidas. Vamos ter que esperar para avaliar como será esse pacote de magia.

O dia dos mercados no exterior também ajudou, com Bolsas europeias em altas ao redor de 2%, muito em função de vacinas próximas de serem aprovadas e aplicadas, e a liberação pelo FDA americano de usar plasma de pacientes curados e contaminados. Já na União Europeia, a Itália deve receber 24,4 bilhões de euros via ajuda da Comissão Europeia.

Nos EUA, Trump começa a tentar reação na convenção republica para a qual já tem votos necessários para ser o candidato. Trump tenta assustar os cidadãos ao dizer que se os Democratas vencerem, vão elevar impostos e ampliar a regulação. O índice de atividade industrial nacional de Chicago de julho caiu para 1,15 pontos.

Já uma tempestade no Golfo do México interrompeu a produção de óleo ajudando um pouco as cotações da commodity. O petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 0,21%, com o barril cotado a US$ 42,43. O euro era transacionado em leve queda para US$ 1,179 (praticamente estável) e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 0,64%. O ouro e a prata em quedas na Comex e commodities agrícolas com viés de alta na Bolsa de Chicago. O minério de ferro na China teve dia de queda de 1,69%, com a tonelada em US$ 125,23.

Aqui, a pesquisa semanal Focus do Bacen veio novamente tranquila e positiva, com a inflação oficial subindo para 1,71% em 2020 (anterior era de 1,67%) e mantida em 3% em 2021. Selic estável em 2020 em 2% e PIB previsto melhorando mais um pouco, com contração de 5,46% (anterior era -5,52%). A produção industrial também estável em -7,68%, déficit primário caindo para 11,63% do PIB e superávit comercial mantido em US$ 55 bilhões. Aliás, até a terceira semana de agosto o superávit estava em US$ 4,9 bilhões, acumulando no ano superávit de US$ 34,9 bilhões.

O presidente do Bacen Campos Neto citou a preocupação fiscal, dizendo que o com trole de gastos é que dá maior segurança para sustentar juros baixos e acrescentou que precisamos ganhar credibilidade. No mercado, dia de dólar oscilando bastante para fechar com -0,26% e cotado a R$ 5,592. Na Bovespa, na sessão de 20/8 os investidores estrangeiros alocaram recursos no montante de R$ 51,5 milhões, deixando o saldo positivo de agosto em R$ 2,93 bilhões, mas só nesse ano, saídas líquidas acumuladas são de R$ 82 bilhões.

No mercado acionário, dia de alta da Bolsa de Londres de 1,71%, Paris com 2,28% e Frankfurt com +2,36%. Madri e Milão com respectivamente +1,82% e +2,12%. No mercado americano, dia de Dow Jones com +1,35% e Nasdaq com novo recorde intraday e alta de 0,60%. Na Bovespa, dia de alta de 0,77% e índice em 102.297 pontos.

Na agenda de amanhã, a prévia da inflação oficial de agosto pelo IPCA-15, a nota do setor externo de julho e IPC da terceira quadrissemana de agosto. Nos EUA, a confiança do consumidor do Conference Board de agosto, as vendas de casas novas de julho e o índice de atividade de Richmond.

Boa noite.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?