Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

França tem novo primeiro-ministro com a renúncia de Edouard Philippe

Data de criação:

access_time 03/07/2020 - 10:28

Data de atualização:

access_time 03/07/2020 - 10:28
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

O presidente francês Emmanuel Macron nomeou, nesta sexta-feira, Jean Castex, que coordenou a estratégia de reabertura da França ante o coronavírus, como o novo primeiro-ministro, enquanto o país se concentra em revitalizar uma economia atingida pela pandemia e meses de estrito bloqueio.

O Castex, de perfil relativamente discreto, substitui Edouard Philippe, que renunciou no início do dia enquanto Macron reorganiza o governo para mudar o foco pelos dois anos restantes de seu mandato.

Macron, que diz querer um “novo caminho” para os dois anos restantes de seu mandato, escolheu uma nova face para tratar de questões sociais e econômicas em meio a esforços para a recuperação do país.

Castex, 55 anos, é um funcionário público de carreira que trabalhou com vários governos, mas nunca como ministro. O plano de reabertura gradual da França tem sido visto como geralmente bem-sucedido até agora.

Conservador, Castex iniciou uma carreira política local em 2008 na pequena cidade de Prades, no sul da França, onde foi reeleito como prefeito em março com o apoio do Partido Republicano. Ele trabalhou como vice-secretário-geral na presidência do ex-presidente Nicolas Sarkozy em 2011-2012.

Castex também é considerado especialista em assuntos sociais e políticas de saúde, dois tópicos que estarão no topo da agenda nos próximos meses.

Todas as informações são da AP

 

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?