Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Conteúdo por:

Mercados ainda buscam tendência

Data de criação:

access_time 17/07/2020 - 09:42

Data de atualização:

access_time 25/11/2020 - 19:45
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Ontem foi dia de queda para as principais Bolsas no mundo, em boa parte afetadas pela divulgação de dados de conjuntura mistos na China para o mês de junho, e sem dar maior ênfase para dados positivos anunciados nos EUA, já que a expansão do covid-19 preocupa. Foram coletados recordes de contágio no Texas, Flórida e Califórnia e isso pode retardar a recuperação econômica por lá. A Bovespa registrou queda ontem de 1,22%, com o índice em 100.553 pontos.

Hoje mercados na Ásia mostraram recuperação, exceto a Bolsa de Tóquio com queda de 0,32%. Mercados da Europa começando o dia com comportamento misto e os dos EUA com os índices futuros operando em alta. Aqui, não deveríamos perder o patamar de 98.000 pontos, sob pena de os mercados desacelerarem ainda mais, e seria positivo buscar novamente a faixa de 102.000/103.000 pontos. O covid-19 e a possibilidade de uma segunda onda de contágio é o tema recorrente, mas a área diplomática entre EUA e China também pesa, junto com a divulgação de resultados de empresas mexendo pontualmente.

Na Zona do Euro, a inflação medida pelo CPI (consumidor) de junho ficou em 0,3% anualizada, vindo de 0,1% no mês anterior. Hoje também é dia de reunião de cúpula da União Europeia e a primeira-ministra Angela Merkel prevê duras negociações sobre o fundo de recuperação para a região. O BCE (BC europeu) anunciou estimativa de contração do PIB da região de 8,3%, em 2020.

Na China, o órgão regulador do sistema financeiro fez intervenção em nove instituições no país. No mercado internacional, o petróleo WTI negociado em NY mostrava queda de 0,74%, com o barril cotado a US$ 40,45. O euro era transacionado em alta para US$ 1,142 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 0,60%. O ouro tinha alta e a prata queda na Comex e commodities agrícolas com viés de queda na Bolsa de Chicago.

Aqui, ontem, o presidente Bolsonaro prejudicou o trabalho de aproximação do vice Mourão e também de Paulo Guedes com investidores estrangeiros preocupados com o meio ambiente, dizendo que o Brasil é uma potência no agronegócio, mas a Europa é uma seita ambiental. Bolsonaro também espera que seus vetos no projeto do marco regulatório do saneamento sejam mantidos.

Já a área econômica pretende encaminhar seu projeto de reforma tributária em 21/07 ao presidente do Senado com prioridades modificadas pela pandemia. Porém, o presidente da Câmara Rodrigo Maia disse não haver ambiente para discussão de nova CPMF. Paulo Guedes tem falado sobre tributar transações no e-commerce.

A Fipe divulgou o IPC da segunda quadrissemana do mês de julho com inflação de 0,33%, contra anterior em 0,40%. Já a FGV anunciou o IGP-M da segunda prévia de julho com inflação acelerando para 2,02%, vindo de anterior em 1,48%.

A BlackRock divulgou lucro em alta no segundo trimestre de US$ 1,24 bilhão e a ação subia no pré-mercado americano. Aqui, apesar das indefinições de tendência, podemos prever Bovespa buscando alguma recuperação, dólar fraco e juros ainda pressionados. Nos EUA, ainda vamos ter a divulgação da construção de novas residências e permissões de junho e a confiança do consumidor de Michigan de julho.

Bom dia e bons negócios!

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe do banco digital modalmais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?