Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Rodrigo Pacheco decide votar Orçamento antes de vetos

Data de criação:

access_time 25/03/2021 - 16:12

Data de atualização:

access_time 25/03/2021 - 16:12
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A líder do Psol na Câmara dos Deputados, Talíria Petrone (RJ), questionou o presidente do Congresso, Rodrigo Pacheco, sobre a votação do projeto de lei orçamentária de 2021 antes de seis vetos presidenciais que estão com prazo vencido. Ela ainda protestou contra o conteúdo do projeto. “O Orçamento não está condizente com a realidade brasileira, com os mais de 300 mil mortos da Covid-19 e com o momento mais agudo da crise sanitária”, disse.

O presidente do Congresso lembrou que as Mesas da Câmara e do Senado, por causa das medidas de isolamento social para evitar a propagação da Covid-19, editaram Ato Conjunto que prevê deliberações em sessões unicamerais independentes. “O trancamento de pauta por vetos se dá apenas nas sessões conjuntas do Congresso Nacional. Projetos de lei orçamentária precisam ser aprovados pelas duas Casas, mas não necessariamente em uma sessão conjunta”, explicou.

Rodrigo Pacheco observou que, mesmo com a pandemia, o Congresso deliberou sobre centenas de dispositivos e aprovou diversas matérias orçamentárias. “Essas circunstâncias são excepcionais, mas o Parlamento está fazendo sua parte”, ponderou. “Temos o compromisso, depois do feriado de Semana Santa, de fazer sessão do Congresso para analisar todos os vetos pendentes e necessários.”
Informações Câmara

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?