Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Financiamentos agropecuários via emissão de LCAs totalizam R$ 14,5 bilhões

Data de criação:

access_time 07/01/2021 - 11:20

Data de atualização:

access_time 07/01/2021 - 11:20
format_align_left 1 minuto de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os produtores rurais brasileiros estão pegando mais dinheiro emprestado. Segundo o Balanço de Financiamento Agropecuário da Safra 2020/2021, divulgado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, as contratações de crédito rural somaram R$ 125,3 bilhões entre julho e dezembro de 2020. Isso representa crescimento de 18% em relação ao emprestado no mesmo período do ano passado.

O crédito para investimento totalizou R$ 39,57 bilhões e registrou o maior crescimento, de 44% na comparação com o segundo semestre do ano anterior. Os financiamentos de custeio alcançaram R$ 67,86 bilhões, crescimento de 12%, e de industrialização, R$ 7,18 bilhões, crescimento de 2%.

A única modalidade a registrar queda nas contratações foram os financiamentos de comercialização, que caíram 9% e somaram R$ 10,67 bilhões.

Investimento de renda fixa

Segundo o Ministério da Agricultura, os financiamentos agropecuários com base nas emissões de Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) totalizam R$ 14,5 bilhões.

Título de renda fixa privado, a LCA permite o financiamento do agronegócio sem custo para os cofres públicos e pode ser ofertada pelos bancos ou corretoras de valores.

O investimento captado por ela é direcionado para o custeio das atividades do agronegócio, como compra de máquinas, insumos e construção de infraestrutura para cultivo. Dessa forma, quem investe em uma LCA investe, de maneira quase direta, no agronegócio.

Como é o rendimento das LCAs?

Como todo título de renda fixa, o rendimento das LCAs pode ser prefixado (com uma taxa de rentabilidade definida no momento do investimento), pós-fixada (com o rendimento atrelado a algum indexador da economia, como o CDI) ou híbrida (quando o rendimento é composto por uma taxa prefixada mais um indexador).

Em todo caso, o rendimento da LCA é isento de imposto de renda.

Para saber mais sobre LCAs, acesse esse artigo completo do modalmais.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?