Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Aura faz seu IPO no “novo normal” em live na B3

Data de criação:

access_time 06/07/2020 - 14:37

Data de atualização:

access_time 06/07/2020 - 14:37
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A B3 recebeu hoje a Aura em uma cerimônia de toque de campainha para marcar o início de negociação dos BDRs patrocinados da companhia, com o ticker AURA32.

Dentro das restrições de isolamento social exigidas pela pandemia da Covid-19, a estreia foi realizado em formato de live, com a participação de Gilson Finkelsztain, presidente da B3, Rodrigo Barbosa, CEO da Aura, em transmissão simultânea de áudio e vídeo entre Brasil, México, Canadá e EUA.

Mineradora canadense com foco na exploração de ouro, cobre e metais nas Américas, a Aura é listada e tem seu capital negociado na Toronto Stock Exchange. Com a oferta na B3, o investimento na companhia agora passa a ser acessível também no mercado brasileiro por meio do BDR patrocinado, um título lastreado nas ações da empresa listada fora do País.

Atualmente, contando com a Aura, há cinco BDRs patrocinados – quando os títulos são emitidos pelas próprias empresas listadas fora do Brasil – listados na B3.

A oferta da Aura seguiu o modelo de esforço restritos, estabelecido pela Instrução Normativa CVM nº 476. Nesse formato – que reduz etapas de análise e agiliza o processo da oferta pública – as ações da companhia são oferecidas para no máximo 75 investidores, privilegiando investidores profissionais (ou seja, pessoas físicas ou jurídicas que possuem investimentos financeiros igual ou superior a R$ 10 milhões).

“O fato de uma empresa estrangeira com atuação num setor tão estratégico realizar seu IPO no Brasil em um momento como agora diz muito. Para nós isso é também um singelo lembrete de que não podemos parar diante das adversidades e que é também nos momentos mais desafiadores que encontramos oportunidades”, comentou Gilson Finkelsztain, presidente da B3. “Esse fluxo de ofertas para atender essa demanda por novos ativos segue muito forte no Brasil. Os investidores, sejam brasileiros ou estrangeiros, seguem atentos em busca de boas oportunidades”, complementou.

“A Aura está trabalhando para ser uma das empresas mais bem geridas do seu setor. Para nós, estarmos listados também no Brasil é parte desse objetivo”, comentou Rodrigo Barbosa, CEO da Aura, em seu discurso antes do toque de campainha. “O ouro é um ativo de reserva de valor, especialmente em momentos de alta volatilidade como o que estamos vivendo. Estamos muito felizes em oferecer aos investidores brasileiros uma alternativa de investimento com essas características, além de ser dolarizada, anticíclica e, claro, de dividendos”, afirmou durante a live.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?