Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Azul precifica Oferta Pública de Notes

Data de criação:

access_time 11/06/2021 - 09:20

Data de atualização:

access_time 11/06/2021 - 09:20
format_align_left 2 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

A Azul informou que a sua controlada Azul Investments LLP precificou uma oferta no exterior no valor total do principal de US$600 milhões de Senior Notes com vencimento em 2026 e com uma remuneração de 7,25%, por ano, destinadas à colocação no mercado internacional e isenta de registro [termos do Securities Act de 1933], conforme a emissão.

“A Companhia e a Azul Linhas Aéreas Brasileiras prestarão garantia irrevogável, incondicional e integral para honrar o pagamento das obrigações relacionadas às Notes e os recursos líquidos provenientes da Emissão serão utilizados pela Companhia para propósitos corporativos em geral. A Azul Investments acredita que emitirá as Notes em 15 de junho de 2021.”

A Oferta está sendo conduzida de acordo com as regras da Securities Act e no Regulamento S, ambos emitidos pela Securities and Exchange Commission – Sec dos Estados Unidos.

As companhias destacam também que este Fato Relevante é de apenas para fins informativos e ” não deve, em nenhuma circunstância”, ser interpretado como recomendação de investimento, oferta de compra ou venda ou solicitação de oferta de compra de quaisquer valores mobiliários nos Estados Unidos ou para cidadãos norte-americanos ou em qualquer outra jurisdição a oferta, solicitação ou venda seja, ilegal antes do registro.

Mais, as Notes não foram, e não serão, registradas sob o Securities Act, ou quaisquer leis estaduais sobre valores mobiliários e, a menos que sejam registradas, não podem ser oferecidas ou vendidas nos Estados Unidos exceto de acordo com uma isenção dos requisitos de registro da Securities Act e das leis estaduais de valores mobiliários aplicáveis

“As Notes não foram, e não serão, registradas na CVM. Qualquer oferta pública ou distribuição de valores mobiliários no Brasil, conforme definido pelas leis e regulamentos brasileiros, deve ser registrada ou deve ser expressamente isenta de registro na CVM, nos termos da Lei nº 6.385 de 7 de dezembro de 1976”, escreveram as companhias.

Essas Notes não podem ser oferecidas ou vendidas no Brasil, exceto em circunstâncias que não constituam uma Oferta Pública ou distribuição de acordo com as leis e regulamentos brasileiros.

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?