Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas asiáticas fecham com ganhos esperando por bancos centrais

Data de criação:

access_time 05/03/2020 - 09:35

Data de atualização:

access_time 05/03/2020 - 09:35
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

Os índices acionários da Ásia dispararam nesta quinta-feira, com os investidores acompanhando o fechamento de Wall Street. As medidas mais agressivas adotadas pelos bancos centrais para minimizar os impactos econômicos por conta do coronavírus também despertaram o apetite para o risco.

Ao final, o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ficou em alta de 2,08% a 26.767 e o índice Shenzhen Composite ficou em alta de 1,78% a 1.929. O índice Xangai ficou em alta de 1,99% a 3.071. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,22% a 3.018. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 1,09% aos 21.329. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em alta de 1,11% a 6.395. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 1,26% a 2.085. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,16% aos 38.470. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 1,08% aos 11.514.

O índice Xangai composto subiu, com investidores esperando por mais medidas do Banco do Povo da China e novas medidas de estímulo econômico. A mesma postura é esperada pelo Banco Central do Japão.

Pelo mundo, segundo os dados da Organização Mundial de Saúde, existem 95.062 casos de COVID-9 e pelo menos 3.250 mortes. Cerca de 51.000 pessoas em todo o mundo se recuperaram, com 11 mortes relatadas nos Estados Unidos e mais de 150 casos confirmados, sendo que 54 desses casos estão na Califórnia, levando o governador Gavin Newsom, Democrata, declarando estado de emergência.

Os cientistas denominaram o vírus SARS-CoV-2. Desde então, a doença causada por ela se espalhou para aproximadamente 78 países. Os surtos contínuos no Irã, Itália e Coreia do Sul são a “maior preocupação”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

Em Hong Kong, entre as ações com ganhos ficaram as da AAC Technologies Holdings, alta de 5,04%, as da Sino Biopharmaceutical, alta de 4,75%, as da China Mengniu Dairy, alta de 3,50% e as da AIA, alta de 3,46%. Na contramão ficaram as ações da China Petroleum & Chemical, queda de 0,25%.

Na Austrália, a balança comercial ficou com quedas concentradas para importações e exportações. Em janeiro, a conta de importação caiu US $ 1,0 bilhão para US $ 34,9 bilhões. As importações caíram nos segmentos voláteis de combustível – US $ 0,4 bilhão e bens de capital – US $ 0,6 bilhão. Os ganhos com exportação recuaram US $ 1,2 bilhão para US $ 40,1 bilhões. Houve grandes quedas em minérios, US $ 0,8 bilhão, e em ouro, US $ 0,7 bilhão. O impacto geral nas exportações e importações para janeiro é difícil de avaliar. Os dados são do Governo da Austrália.

Tradução ID de agências internacionais como a Associated Press

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?