Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas asiáticas ficam divididas com futuro econômico no radar

Data de criação:

access_time 20/05/2020 - 10:02

Data de atualização:

access_time 20/05/2020 - 10:02
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de ações da Ásia fecharam divididas nesta quarta-feira, com atenção nos indicadores e com o mundo se preparando para a reconstrução.

Ao final, o índice Hang Seng da bolsa de Hong Kong ficou estável a 20.595. O índice Xangai ficou em queda de 0,51% a 2.883. O índice Shenzhen Composite ficou em queda de 0,97% a 1.805. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em alta de 0,79% aos 20.595. O índice FTSE Straits Times, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,75% a 2.561. O índice S&PASX 200, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,24% a 5.573. O índice Kospi, Seul, ficou em alta de 0,46% a 1.989. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 2,06% os 30.818. O índice Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,44% aos 10.907.

O Banco Popular da China manteve sua taxa de empréstimo de referência inalterada, como esperado, e os pedidos de máquinas do Japão mostraram uma forte recuperação em relação ao mês anterior.

“As ações asiáticas estavam bem negociadas em uma faixa modestamente negativa hoje, à medida que os traders registram lucros após a recente alta forte, aguardando mais orientações da Europa e dos Estados Unidos”, disse o analista de mercado da Oanda na Ásia-Pacífico, Jeffrey Halley, em nota.

Em Tóquio, entre as notícias corporativas estava a Sony Financial Holdings, alta de 23,33%, depois da Sony Corp informar absorveria a unidade por meio de uma oferta pública de aquisição de US $ 3,7 bilhões. A Sony já possui cerca de 65% dos negócios financeiros.

Em Hong Kong, a Lenovo viu as ações recuadas em 0,68% depois que a fabricante de PCs registrou uma queda acentuada no lucro trimestral, mas apontou para um aumento esperado da demanda de longo prazo por computadores e data centers, à medida que mais pessoas trabalham em home office e participam de aulas on-line.

No Japão, o valor total dos pedidos de máquinas recebidos por 280 fabricantes que operam no país subiu 3,0% em março em relação ao mês anterior, com ajuste sazonal. No período de janeiro a março, a alta foi de 3,9% em relação ao trimestre anterior.

Os pedidos de máquinas do setor privado, excluindo os voláteis para navios e os de empresas de energia elétrica, caíram sazonalmente 0,4% em março e apresentaram queda de 0,7% no período de janeiro a março.

No período de abril a junho,  a estimativa aponta para o número total de pedidos de máquinas em queda de  4,7% e os pedidos do setor privado, excluindo os voláteis, uma queda de 0,9% em relação ao trimestre anterior, respectivamente. Essa previsão foi feita basicamente pela soma dos números de 280 fabricantes de máquinas. Os dados são do Governo do Japão.

Tradução ID de relatórios oficiais e agências internacionais

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?