Usamos cookies para segurança, melhor experiência e personalização de conteúdo de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Clique em "Configurar cookies" para gerenciar suas preferências.

X

Para "Aceitar", selecione os itens e clique no botão abaixo:

Bolsas asiáticas ficam no azul e China endurece com setor de tecnologia

Data de criação:

access_time 14/04/2021 - 10:20

Data de atualização:

access_time 14/04/2021 - 10:20
format_align_left 3 minutos de leitura

Quer saber como investir?

Abra AGORA sua conta no banco digital dos investidores

QUERO ABRIR MINHA CONTA

As bolsas de ações asiáticas voltaram para o campo positivo nesta quarta-feira (14/04). Os ganhos foram elevados no índice de tecnologia, ChiNext, bem como na bolsa de Mombai. Todas as atenções se voltam para o início da temporada de resultados financeiros nos Estados Unidos, que começa hoje depois do fechamento do mercado.

Índices: o Hang Seng, bolsa de Hong Kong, fechou em alta de 1,42% aos 28.900. O Xangai, China, ficou em alta de 0,60% aos 3.416. O Shenzhen Composite ficou em alta de 1,41% aos 2.218 e o ChiNext (ETF) ficou em alta de 2,19%. O Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,44% aos 29.620. O Topix caiu 0,33% aos 1.952. O Sensex, bolsa de Mombai, ficou em alta de 1,38% aos 48.544. O XJO, bolsa de Sidney, ficou em alta de 0,66% aos 7.023. O Kospi, bolsa de Seul, ficou em alta de 0,42% aos 3.182. O Taiex, bolsa de Taiwan, ficou em alta de 0,24% aos 16.865. O FTSE Straits, bolsa de Singapura, ficou em queda de 0,27% aos 3.179. O índice de ações da Ásia, exceto Japão, da MSCI subiu 0,96%.

Na China, a regulação para o setor de tecnologia permanece no radar. Depois de multar o Alibaba em US$ 2,8 bilhões, reguladores chineses determinaram que 34 gigantes de tecnologia do país, incluindo a Tencent, Meituan, Baidu e ByteDance, sejam investigadas internamente e corrijam eventuais práticas anticompetitivas. Dentre as condutas condenadas pelas autoridades estão os contratos de exclusividade, impostos a pequenos comerciantes e a estratégia de expansão com base em aquisições desenfreadas de competidores menores e vulneráveis. Com isso, as ações dessas empresas escorregaram. A Meituan viu as ações caindo 7,4% na sessão de ontem.

Na China, o índice de tecnologia da informação somou 1,38%, e o de materiais, 1,97%. Os analistas dizem que as expectativas de uma ação regulatória foram amplamente precificadas para as empresas de internet antes da multa, e a incerteza do mercado será reduzida, escreveu a Reuters Internacional.

Entre as ações com ganhos no Nikkei ficaram as da Rakuten, alta de 4,82%, as da FujiFilm, alta de 3,76%, as da CyberAgent, alta de 2,68%, as da Nippon Steel, alta de 2,32%, e as da Canon, alta de 2,55%.

No Japão, o total dos pedidos de máquinas recebidos por 280 fabricantes que operam no país subiu 26,4% em fevereiro, com ajuste. Encomendas de máquinas do setor privado, excluídas as voláteis de navios e de empresas de energia elétrica, recuaram 8,5% em fevereiro com ajuste sazonal. Os dados são do Governo do Japão.

Na Austrália, o Índice de Sentimento do Consumidor do Westpac-Melbourne Institute aumentou 6,2% para 118,8 em abril, de 111,8 em março. Este é um resultado extraordinário. O Índice está agora em seu nível mais alto desde agosto de 2010, quando a recuperação da Austrália no pós-Crise Econômica Global e o boom da mineração estavam em pleno andamento.

*Tradução ID com Reuters Internacional

Pretende diversificar a
sua carteira
de investimentos?